E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Quinta-feira, 16 de Abril de 2015

Temos frequentemente afirmado que vivemos num mundo em que o poder económico controla o poder governativo.

Presentemente governa-se a olhar para o mundo do capital, desprezando-se quase sempre o homem e os valores sociais.

Estamos no apogeu do capitalismo do “vale tudo”. O “capitalismo criminoso” goza de ampla liberdade para lançar os tentáculos em tudo o que for apetecível.

É tempo de tornar a convivência humana mais justa, mais honesta, mais solidária. É tempo de nos unirmos e tentar vencer o flagelo da pobreza e da fome.

É tempo de dizer não ao mundo financeiro “sem comando” e dar oportunidade a um mundo capitalista mais controlado.

Um mundo onde a pessoa se sobreponha ao lucro!

Amorim Lopes

Capturara.PNG

 

Capturarb.PNG

 

 

O Secretário de Estado do Vaticano e o Presidente do Senado Italiano uniram as suas vozes na crítica ao sistema económico vigente, que promove a exploração dos mais fracos e a promiscuidade ente a finança e o poder, durante a apresentação de um volume da revista italiana ‘Limes’, dedicada ao tema "Moeda e império", na passada terça-feira em Roma. O cardeal Parolin denunciou que "os grandes capitais tendem a financiar os poderes estabelecidos e as atividades mais rentáveis", enquanto o povo se vê arredado do acesso ao crédito. O senador Pietro Grasso recordou o discurso do Papa ao Parlamento Europeu e a sua Exortação Apostólica "Evangelii Gaudium", na qual critica a "economia capitalista global dominada pelos poderes financeiros" que subordina ao LUCRO valores como o da dignidade humana, da democracia e da solidariedade. Em sintonia com o Papa defendeu uma recuperação da "economia real" que produza "bens e valores tangíveis". Também devem ser subtraídas à lógica do LUCRO as "empresas de caráter estratégico, que satisfaçam necessidades sociais primárias" e deve-se "reafirmar o seu papel público". Finalmente, para este magistrado italiano, é preciso reorientar "o fim último da produção", que deve partir "da pessoa humana, das suas necessidades e das suas expectativas". Para corrigir os desvarios do atual sistema económico é decisivo, segundo o líder do Senado, o empenhamento na luta contra a corrupção e o que apelida de "capitalismo criminoso" que acolhe "sem escrúpulos" capitais "sem olhar às suas origens". Que "não distingue o dinheiro que vem do trabalho, do engenho, da produção ou do empenho, do dinheiro de origem oculta, que resulta do crime, da exploração dos pobres ou o dinheiro de sangue". Segundo o senador, o sistema económico deve ser reorientado para "o fim único de combater a pobreza e a miséria em coerência com o valor da solidariedade humana e cristã, da misericórdia, destinando os LUCROS a ajudar os últimos, os fracos, os marginalizados". Pietro Grasso apelou a "um verdadeiro sobressalto ético da sociedade civil e da política que imponha aos Estados novas linguagens e novos modelos de relacionamento fundeados, não nos interesses, mas nos princípios e valores". Já agora, que resgatasse igualmente a política da subserviência.

Texto publicado no Correio da Manhã.

 

publicado por 59abc59 às 00:02

Terça-feira, 14 de Abril de 2015

Organizado pelo G C “Os Maçaenses”, vai decorrer no dia 25 de Abril, a partir das 19 horas, no antigo Quartel dos Bombeiros, o primeiro festival das sopas de Mação. No evento, haverá várias sopas, enchidos assados, sobremesas, pão e música para animar a malta. A “pinga” é paga separadamente.

Apelamos a todo o pessoal, a estar presente no acontecimento, sozinhos ou acompanhados, aproveitando desta forma para saborear os “caldos” de antigamente e simultaneamente, durante a manhã do mesmo dia, participar nas manifestações populares comemorativas do 25 de ABRIL, levadas a cabo pela C M de Mação.

Nesta data festiva,” 25 de Abril”, será bem acolhida a vinda de todos, para ajudar Mação a reativar a alegria democrática outrora vivida.

Capturar1.PNG

Amorim Lopes

 

publicado por 59abc59 às 12:04

Quinta-feira, 09 de Abril de 2015

Sem qualquer comentário, limitamo-nos a reproduzir parte da entrevista transmitida pela TVI 24 no programa “Política Mesmo”.

É para ouvir e meditar nas palavras de alguém que politicamente é apartidário.

VÍDEO

Amorim Lopes 

publicado por 59abc59 às 12:47

Quarta-feira, 08 de Abril de 2015

Fez quatro anos que o PEC IV caiu e a 6 de Abril de 2011 teve início a intervenção externa.

Sócrates, com a marcação das eleições legislativas tinha os dias contados, enquanto, os políticos do PSD, viam aproximar-se o dia que tanto ambicionavam – ser poder.

Na área económica, a esperança renasceu, face à paupérrima situação em que nos encontrávamos. Na Banca, horizontes de esperança começaram a ser avistados, pois a necessidade de financiamento era enorme.

Passados quatro anos alguma coisa mudou?

Sobre o assunto, apresentamos um texto escrito por Pedro Santos Guerreiro, publicado no Expresso Digital de segunda-feira:

Capturar.PNG

 

Capturar1.PNG

 

Capturar2.PNG

 

Capturar3.PNG

 

Capturar4.PNG

 

Capturar5.PNG

 

Capturar6.PNG

 

Capturar7.PNG

 

Amorim Lopes 

publicado por 59abc59 às 12:06

Terça-feira, 07 de Abril de 2015

 

Capturar1.PNG

 

Capturar2.PNG

 

Capturar5.PNG

 

Constituindo um dos vários elos da corrente que uniu a juventude, nos dias 2, 3 e 4, ao restante povo de Mação, a conversa entre João Estrela e Margarida Carpinteiro foi um acontecimento marcante, despertou bastante interesse na população, ao ponto de o auditório Elvino Pereira ter a lotação quase esgotada.

Valeu a pena a iniciativa!

Para os Magalhães, muita saúde e força, para poderem continuar a pisar caminhos semelhantes aos que até agora percorreram.

VÍDEO

 Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 17:57

Sexta-feira, 03 de Abril de 2015

Capturar1.PNG

 

Capturar3.PNG

 

Capturar6.PNG

 

Organizado pelo grupo “Os Magalhães”, Mação teve oportunidade de apreciar um belíssimo espetáculo, que nos foi oferecido pelas: Adufotuna de Idanha-a-Nova e a tuna de Medicina de Lisboa.

Na sala com a lotação esgotada, viveram-se momentos alegres, com muita animação. Os artistas apresentaram boa música e empenharam-se ao máximo para satisfazer o carinhoso público presente.

Terminamos, agradecendo ao grupo organizador os belíssimos momentos que nos proporcionaram. Que continuem a ter a saúde e a força necessária para levarem a cabo eventos como este.

Nós, em sinal de agradecimento pelos agradáveis momentos que vivemos, publicamos um pequeno trabalho em vídeo, com imagens do espetáculo.

Pedimos desculpa ao grupo Adufotuna, pelas más imagens existentes na parte inicial da sua atuação. As máquinas fizeram a diferença.

VÍDEO

 Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 02:40

Quinta-feira, 02 de Abril de 2015

 

IMG_5542.JPG

 

Depois de uns momentos bem passados no café “O Arado”, na Sertã, onde saboreámos o leitão assado no espeto – uma delícia – terminámos o salutar convívio com o proprietário a tocar acordeão.

Das muitas músicas com as quais ele nos deliciou, uma houve que muito gostámos – Mãe.

O tema que ele interpreta para homenagear a sua mãe, vamos nós seguidamente publica-lo e assim, também nós homenageamos a nossa e aquela com quem ao longo de vinte anos partilhámos a nossa vida e simultaneamente todas as mães de Portugal

VÍDEO

Amorim Lopes

 

publicado por 59abc59 às 18:35

Segunda-feira, 30 de Março de 2015

Capturar2.PNG

 

O inesperado acontece.

Repentinamente, a vila de Mação saiu do habitual silêncio profundo, para pôr, momentaneamente, de lado a sua pacatez habitual e receber, com espanto e de boca aberta, centenas de visitantes.

“Povo” laborioso, unido, parecendo uma orquestra que cumpre, sem nunca atraiçoar as ordens do seu maestro, parou em Mação no Largo dos Bombeiros, em número superior a dez centenas, para procurar recanto onde pudesse repousar para retemperar forças.

Percorreram ruas e becos sem local algum encontrar.

Mas quem vem por bem, bom amigo tem!

Começaram por querer dormir nas traseiras do Posto de Turismo, mas uma alma bondosa, com a sua calma habitual, para todos arranjou um “Hotel 5 Estrelas”.

Há horas de sorte!

Tudo isto, para dizer que pousou no Largo dos Bombeiros um enxame e que foi recolhido pelo nosso amigo Américo.

VÍDEO

Amorim Lopes

 

publicado por 59abc59 às 20:31

Sábado, 28 de Março de 2015

A ser verdade o que é afirmado no texto escrito por Micael Pereira, publicado no Expresso Digital e por nós reproduzido na nossa última publicação, é algo que nos deixa perplexo e bastante preocupado. Nunca pensámos que em democracia se chegasse a tais “níveis”.

Se já estávamos preocupados com a matéria abordada no último trabalho publicado, mais apreensivos ficámos, com a notícia divulgada pelos média, de que o livro de Sócrates -A Confiança no Mundo, Sobre a Tortura em Democracia- não foi escrito por ele.

Ao lermos o Blog Causa Nossa, verificámos que o livro foi escrito por Sócrates e não por outra personalidade. Acreditamos na palavra de Vital Moreira!

 

Há limites para a infâmia

 

 Já não surpreende que o tabloidismo militante não tenha limites nem escrúpulos na campanha de condenação preventiva de José Sócrates antes sequer de qualquer acusação, espezinhando todas as normas deontológicas do jornalismo e a integridade moral das pessoas. Já é demais, porém, que a imprensa de referência também replique e veicule histórias como a de que o livro de Sócrates sobre a tortura foi escrito por outrem.

Capturar1.PNG

 


Sobre o assunto, cumpre-me dizer o seguinte: por iniciativa minha, tive a oportunidade de acompanhar a feitura da tese de mestrado de Sócrates que veio a dar no referido livro; enviou-me sucessivamente o draft de cada capítulo, tendo eu feito algumas observações e sugestões pontuais (incluindo bibliografia), sobretudo quanto aos aspetos constitucionais e afins do tema, que o autor em geral acolheu, mas nem sempre; tive também oportunidade de conversar ocasionalmente com ele sobre alguns dos temas da tese, sendo óbvio o seu domínio e à vontade na matéria. Sei também, por me ter sido dito por ele, que submetia o seu trabalho a outras pessoas, que igualmente contribuíam com críticas e observações, a quem agradeceu depois no prefácio do livro, como é de regra.
Nada disto -- que é normal numa tese académica -- é compatível com a tese de um trabalho apócrifo. Há limites para a infâmia.

Adenda
Se, com a prestimosa cooperação da imprensa, a acusação continua a recorrer a estes golpes baixos para uma continuada operação de "assassínio de caráter" de Sócrates , é porque falta "corpo de delito" para sustentar a acusação pelos crimes que lhe são imputados, passados todos estes meses de investigação.

Publicado por Vital Moreira

 

A nossa vivência democrática a que níveis chegou...

Será que vivemos num mundo de loucos?

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 17:38

Sexta-feira, 27 de Março de 2015

Paralelamente à Operação Marquês, surge agora um novo acontecimento, com envolvimento do professo Universitário de José Sócrates – António José Morais.

O novo caso começa com uma queixa apresentada pela advogada Paula Lourenço, defensora de Carlos Santos Silva, amigo de Sócrates.

Será que está a nascer uma novela?

Publicamos seguidamente o trabalho que vem relatado no Expresso Digital da última quinta-feira, da autoria de Micael Pereira:

Capturar1.PNG

 

Capturar2.PNG

 

Capturar3.PNG

 

Capturar4.PNG

 

Capturar5.PNG

 

Capturar6.PNG

 

Capturar7.PNG

 

Capturar8.PNG

 

Capturar9.PNG

 

Capturar10.PNG

 

Capturar11.PNG

 

 

Será que vão dar tempo para que o caso Marquês possa originar mais “novelas”?

Amorim Lopes

 

publicado por 59abc59 às 18:30

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Últ. comentários
Grande orgulho no jogador luso. Dentro e fora do c...
A estatística do jogo diz tudo... Vitória mais do ...
Se os Srs. Deputados pagam inteiramente as refeiçõ...
Vi estas histórias com a minha professora. ...
Vi estas histórias com a minha professora. ...
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro