E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Domingo, 21 de Julho de 2013

Mais uma vez Mação está a viver a sua Feira de Julho – Santo Aleixo.

Demos uma pequena passeata e rapidamente tudo foi visto. Os vendedores eram poucos mas os compradores eram muito menos.

É com enorme tristeza que verificamos e sentimos o estado a que Mação chegou. O movimento económico, comercial e popular vai diminuindo a cada dia que passa. Durante a noite, a maior parte do ano, este é quase nulo – Parece uma vila fantasma.

Com a situação herdada e com o governo que temos, como é arrepiante e assustador perspetivar que Mação nos virá a ser dado. A situação está má, mas com a abertura das portas às novas metas que se perspetivam, tudo ficará péssimo.

Mação, na década de 60 tinha aproximadamente 19000 pessoas. Hoje, a população ronda as 7300.

Quais serão as causas da tão drástica diminuição populacional?

Certamente que serão várias. Mas a verdadeira razão, facilmente era encontrada se Sócrates tivesse governado Mação.

Segue um vídeo, da Banda, a tocar na Feira do Artesanato.

VÍDEO

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 14:55

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
13

15
18
20

22
23
27

29


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt

blogs SAPO


Universidade de Aveiro