E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Quinta-feira, 21 de Outubro de 2010

Portugal enfrenta uma situação bastante grave. É grave, fruto da incompetência dos sucessivos governos, em especial nos últimos anos, que nos colocaram nesta triste situação. Deram-nos o que o País não podia dar. Deram-nos uns trocos para nos adoçar a boca, enquanto alguns arranjavam vidas de luxo. Agora, repentinamente, querem nos tirar, grande parte do que nos foi sendo dado. Aceito com serenidade os sacrifícios que me forem sendo solicitados. Quero apelar aos governantes do nosso País, que sejam ponderados, amigos, humanos e bastante solidários com as classes mais desfavorecidas. Quanto às classes altas, as mais favorecidas, como voluntariamente poucas vezes foram solidárias com os economicamente necessitados, que o sejam pelo menos agora, fruto das reduções drásticas que lhe deverão ser impostas.

Abril abriu-nos as portas para um País livre, democrático e uma sociedade mais justa. Passaram anos, eis que os cravos da liberdade começaram a murchar. Está na hora, todos unidos, numa só alma, numa só vontade, num só povo, de colocar Portugal na rota dos países desenvolvidos, economicamente equilibrados e socialmente justos.

Agora como outrora, temos que fazer Portugal.

Para que sirva de fermento, aproveito para relembrar um poeta de Abril e um dos seus mais belos poemas. 

 

   

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 20:15

Sábado, 16 de Outubro de 2010

Paz, guerra, justiça, honestidade, pobreza, desemprego, saúde, educação, vigarice, roubo, morte e muitas outras que são bem a imagem da vida que diariamente temos pela frente. São vocábulos que a nossa imprensa, no seu dia a dia, é obrigada a referir.

Com a Revolução dos Cravos, sonhámos com um Portugal melhor, mais justo, mais amigo. Repentinamente eis que nuvens negras surgem no nosso horizonte, ameaçando tempestade. Lá longe surge o Adamastor, que nos tenta impedir de seguir com serenidade, o caminho do bem-estar, desenvolvimento e da felicidade. Não podemos parar. É hora de respirar bem fundo e arranjar forças para navegar e vencer o mar tenebroso que nos rodeia. É hora de descobrir os ventos da mudança, para afastar as nuvens negras visíveis no horizonte.

Pobreza, uma situação vivida no passado, que cresce diariamente no presente e que, com ajuda e colaboração de todos, temos que reduzir drasticamente no futuro.

- Aplaudem-se as tolices de um rico enquanto nem se dá ouvidos às máximas de um pobre

-  É um grande esforço para o pobre obter o que lhe falta, e também um grande trabalho para o rico conservar o que lhe sobra

- É muito fácil viver com pouco desde que a pessoa não gaste muito para ocultar que tem pouco

Vivemos o nosso dia a dia confrontados com o desemprego, a fome e com a desigualdade, com origem em vários motivos, dos quais a honestidade não existe no vocabulário de muitos.

- A honestidade é própria das classes médias. As de baixo não a ignoram, mas não sabem para que serve. As de cima não a ignoram, mas não sabem para que ainda serve

Se o desonesto soubesse a vantagem de ser honesto, ele seria honesto ao menos por desonestidade

- Não é por ter sido honesto uma vez que se pode passar o resto da vida a descansar

Morte, roubo, maus-tratos, violência doméstica são uma constante. Apelamos para que a nossa justiça seja mais rápida, mais justa para uns e menos injusta para outros.

- Se, por vezes, o juiz deixar vergar a vara da justiça, que não seja sob o peso das ofertas, mas sob o da misericórdia

- A justiça sem a força é impotente; a força sem a justiça é tirânica 

- A justiça sem força, e a força sem justiça: desgraças terríveis!

- Uma coisa essencial à justiça que se deve aos outros é fazê-la, prontamente e sem adiamentos; demorá-la é injustiça

“O que a gente faz agora?” Uma pergunta que nos convida a todos a uma profunda reflexão e que é o tema do vídeo que seguidamente vos é apresentado.

Com o mesmo vídeo, pretendemos tornar o nosso dia a dia um pouco mais alegre, risonho e menos tenso. Que este sirva de fermento, para vencer o Adamastor e afastar as nuvens negras que nos rodeiam.  

 

 

Digo verdades sorrindo a quem me mente a sério.

 

Amorim Lopes 

publicado por 59abc59 às 19:29

Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

Para mostrar a alegria e satisfação do dever comprido pela Junta de Freguesia, na pessoa do seu Presidente, publicamos seguidamente quatro fotos, que nos foram gentilmente cedidas pela Junta de Freguesia de Envendos

 

 

 

 

Seguidamente publicamos um vídeo, que é uma fotomontagem com uma música dos anos 60, com o qual pretendemos:

1º- Relaxar, diminuir o stress, acalmar a vivencia diária de toda a Junta de Freguesia, atendendo “ à alta voltagem “ vivida nos últimos tempos, para reinstalar o Multibanco.

2º- Uma homenagem a todas as mães que tão bons filhos têm dado ao Mundo, que de uma forma simples, amiga, carinhosa, humana, bondosa e solidária, vão tentando dar às gentes que os viram nascer, o melhor, mais justo, mais necessário, para que estas possam ter uma vida mais justa, risonha, saudável, mais solidária e amiga.  

3º- Um apelo à paz, solidariedade e amizade entre todos nós.

 

 
 
Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 20:10

No final do ano 2009, a caixa Multibanco de Envendos foi assaltada. Desde essa altura e até a bem pouco tempo, os Envendos ficaram privados da utilização daquele bem, tendo que fazer uma vintena de quilómetros para dar satisfação a certas necessidades. A Junta de Freguesia, que sempre se manifestou disponível a lutar pela defesa dos interesses daqueles para os quais foram eleitos, agarrou com unhas e dentes a situação surgida e lutou para reinstalar de novo a caixa Multibanco. Foi segundo nos foi dado a perceber, uma luta árdua, dura, cansativa e muitos dias mal comidos e dormidos. Os elementos da junta candidataram-se livremente, mas é nosso dever frisar o amor, carinho, lealdade, força de trabalho, que todos oferecem a uma população que um dia os viu nascer.

Tiveram uma luta dura pela frente, pois tiveram que enfrentar uma Banca, que vivendo num mundo capitalista do “safe-se quem puder “, só olha em primeiro lugar para os lucros e só depois os interesses de um povo, que sem o qual não tinham razão de existir. Felizmente que surgiu o Santander Totta, com uma visão mais adequada a realidade. Pela luta travada, vão os nossos parabéns para todos os membros da Junta.

Seguidamente publicamos um texto alusivo à entrada em funcionamento da nova caixa Multibanco:  

    

                                                                                                    Discurso ATM

O dia de hoje é uma realidade que há muito eu vinha sonhando. O percurso que tracei desde o dia 7 de Dezembro, data em que a nossa freguesia viveu esse infeliz episódio do furto da caixa multibanco, tem hoje os seus frutos aqui bem visíveis diante de nós.

Desde esse dia 7 de Dezembro desenvolvi todas as diligências para recuperar aquilo que nos tinham tirado. Desde logo, colaborando com a GNR para efeitos de apresentação de queixa-crime, a qual, infelizmente, nenhum consolo trouxe pois a mesma foi surpreendentemente arquivada por falta de provas.

Mas isso não travou o que eu já havia projectado pois desde logo tomei consciência que a nossa freguesia que já vinha fazendo uso do multibanco há vários anos, não podia ficar sem este equipamento. A partir daí começou a minha luta para o recuperar. E acreditem que foi mesmo uma luta! Efectuei centenas de contactos telefónicos, escrevi inúmeras cartas e participei em diversas reuniões em vários pontos do país. Quando não me atendiam ou não respondiam aos meus contactos, eu mesmo me dirigia a cada entidade, pois não podia permitir que os Envendenses ficassem sem uma resposta.

O processo de reinstalação do multibanco na nossa freguesia foi assim longo e difícil pois envolveu a negociação com diversas entidades bancárias a fim de averiguar o seu interesse na instalação do equipamento. Assim, a minha missão foi no terreno: saí do gabinete e fui pessoalmente, banco a banco, averiguar o interesse e as condições praticadas por cada um, de modo a escolher a opção que mais interessasse à Freguesia de Envendos.

No âmbito desse processo negocial, tive o gosto de conhecer o Sr. Luís Alves, gerente do balcão do Banco Santander Totta no Rossio ao Sul do Tejo que se revelou fundamental na conclusão deste processo. Foram muitas as conversas e reuniões com os representantes do Banco e ao fim de alguns meses, conseguimos que o Banco Santander Totta assegurasse a instalação do multibanco na Freguesia de Envendos. Mais, destas conversações e negociações, resultou ainda que, para além da instalação do multibanco, o Santander Totta vai instalar também na nossa freguesia uma loja do promotor que assim poderá acompanhar de modo mais próximo todos os seus clientes na freguesia de Envendos. Agradeço assim ao Santander Totta o seu interesse em instalar o seu equipamento na nossa freguesia e ao Sr. Luís Alves agradeço a sua disponibilidade e atenção.

Mas esta era ainda e apenas a primeira fase do processo. Como podem ver neste espaço, a instalação do multibanco implicou a realização de obras técnicas que garantissem a segurança da utilização do equipamento. O orçamento apresentado para tais obras mostrou-se incomportável face ao orçamento da Junta de Freguesia de Envendos mas eu não podia aceitar que isso fosse um impedimento para a instalação do equipamento. E efectivamente não foi. Desde o primeiro momento, a Câmara Municipal de Mação mostrou-se disponível para ajudar a Junta de Freguesia de Envendos, contribuindo financeiramente para a realização destas obras. A ajuda da CMM foi preciosa e permitiu concretizar um projecto que era o sonho de todos os Envendenses e que a Junta de Freguesia de Envendos sozinha nunca teria conseguido assegurar. Agradeço muito a todo o seu executivo, nomeadamente ao Dr. Vasco Estrela, Vice-Presidente e ao Vereador Eng. António Louro, que acompanharam este processo. Tive várias reuniões onde sempre me receberam com grande simpatia e disponibilidade. O Dr. Vasco Estrela fez questão de estar envolvido em todo o processo, visitou as obras e foi por isso também um elemento fundamental na concretização deste projecto. A Junta de Freguesia de Envendos orgulha-se de ter uma boa relação de trabalho com a CMM que mais uma vez aqui se manifestou e reconhece o esforço e empenho de ambas as partes em chegar sempre a um consenso para a resolução de todas as questões.

Muito obrigada à CMM pelo seu contributo financeiro fundamental e pela atenção, empenho e interesse dedicados a este projecto.

A todos os Envendenses: durante muito tempo fui ouvindo os V/ desabafos. Percebi sempre o V/ desespero ao ver que tinham que fazer dezenas de kms para realizar simples operações bancárias, quando antes de 7 de Dezembro, o conseguiam fazer bem perto de casa. Sempre soube que esta questão era de extrema importância para todos e foi sempre meu objectivo devolver-lhes aquilo que lhes tinha sido tirado e é isso que hoje aqui está diante de nós. Agradeço a todos aqueles que acreditaram na minha perseverança e que confiaram na minha competência para a resolução deste problema. Aos que não confiaram e que me diziam que nem daqui a dois anos iríamos ter o multibanco de volta, também lhes agradeço pois também eles me deram força para lutar e hoje posso mostrar-lhes que estavam efectivamente enganados pois com ambição, persistência e muito trabalho, consegui efectivamente trazer de volta este equipamento.

Aqui chegados, estou certo que neste momento todos os Envendenses estão satisfeitos e que irão fazer uso do equipamento que já vinham reclamando há vários meses. A partir de hoje, este está aqui à V/ disposição e estou certo que irá servir para repor a qualidade de vida de todos.

Muito obrigada a todos!

O Presidente da Junta de Freguesia de Envendos

João Luís Pereira

 

publicado por 59abc59 às 19:48

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro