E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Sábado, 26 de Fevereiro de 2011

Mação tem na Vila várias rotundas, algumas delas apresentadas nas fotos que publicamos. Qual o seu significado? Relembrar o passado e a pena de morte? Prendas que aqui caíram de pára-quedas? Homenagem a figuras da Terra, como a que está junto à Segurança Social, o Presidente Saldanha Rocha e o Ex-Vereador Oliveira? Penso que não. Para não haver dúvidas, seria bom que a C. M. Mação concluísse o que outrora foi projectado.  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 17:55

Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

José Afonso morreu a 23 de Fevereiro de 1987, fazendo hoje 24 anos que fisicamente nos deixou, mas continua e continuará presente nos corações de muitos Portugueses. Zeca utilizou a cantiga como arma, para transformar Portugal numa Nação onde houvesse mais liberdade, mais igualdade, mais justiça, mais solidariedade e amizade entre todos nós. Com as suas canções, espalhou o fermento, que deu força e incentivou os Capitães de Abril, à concretização do seu movimento libertador. Com sua música e voz inconfundível, ajudou a cortar as amarras,que mantinham quase todo o povo oprimido. Com muita arte, empenho e dedicação, ajudou a fazer Portugal.

Com este Post, pretendemos lembrar e em simultâneo de uma forma simples, homenagear o músico, poeta e cantor, que com humildade, dedicação e empenho, tão bem serviu Portugal  e  tão pouco recordado é.

Maria Faia  -  José Afonso

 

 

 

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 16:03

Sábado, 19 de Fevereiro de 2011

Que parvos somos todos nós, que calmamente vamos assistindo diariamente, ao aumento do fosso, que separa a classe média baixa da alta e já muito privilegiada sociedade. Que parvos somos todos nós, que com serenidade, vamos assistindo ao favorecimento de amigos, por uma classe política sem escrúpulos. Que parvos somos todos nós, que ainda damos ouvidos e estendemos a mão, a uma classe política, que eleita pelo povo, ao povo, pouca atenção lhe dá. Aos Políticos, o tempo das vacas magras ainda não chegou, o comboio tem descarrilado constantemente. Aos reformados, trabalhadores e juventude, a pouca atenção que nos é dada, é para nos retirar regalias, retirar uma vida com um mínimo de dignidade. Para nós, o comboio não descarrila e é de alta velocidade. A classe política vai nos retirando, o que outrora nos deu como prémio, pelas vitórias que lhes fomos dando. Foram nos dando o que o País não podia dar. 

 

 

Deolinda - Parva que sou
Música e letra: Pedro da Silva Martins

Sou da geração sem remuneração
e não me incomoda esta condição.
Que parva que eu sou!
Porque isto está mal e vai continuar,
já é uma sorte eu poder estagiar.
Que parva que eu sou!
E fico a pensar,
que mundo tão parvo
onde para ser escravo é preciso estudar.

Sou da geração ‘casinha dos pais’,
se já tenho tudo, pra quê querer mais?
Que parva que eu sou
Filhos, maridos, estou sempre a adiar
e ainda me falta o carro pagar
Que parva que eu sou!
E fico a pensar,
que mundo tão parvo
onde para ser escravo é preciso estudar.

Sou da geração ‘vou queixar-me pra quê?’
Há alguém bem pior do que eu na TV.
Que parva que eu sou!
Sou da geração ‘eu já não posso mais!’
que esta situação dura há tempo demais
E parva não sou!
E fico a pensar,
que mundo tão parvo
onde para ser escravo é preciso estudar.

 

 

 

 

 

 

 

   

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 12:47

Sexta-feira, 18 de Fevereiro de 2011

Recordando poetas populares, cuja a sua poesia raramente chega ao nosso conhecimento, vamos hoje publicar uns versos escritos por Eduardo Francisco, mais conhecido por Guarda - Freio, aos quais deu o nome " OS QUE TRABALHAM "

 

OS QUE TRABALHAM

 Estou farto de ouvir

Na rádio e televisão
Propaganda ao trabalho
Que dá lucro à nação.

Dizem para trabalharmos
Com ardor, e sem canseiras
Para ficarmos igualados
Com as nações estrangeiras.

Analisei estatísticas
E nelas, vi afinal

Quais são os trabalhadores
Que temos em Portugal.

A população do país

Com mais ou menos razões
Ela está calculada

Apenas em dez milhões.

As pessoas incapazes
Velhinhos que metem dó
Existem uns três milhões
Sete milhões ... ficam só. 

As crianças da escola

Não trabalham, certamente
São uns quatro milhões

Três milhões ficam somente.

Temos funcionários públicos
Calculados num milhão

Só restam dois milhões
Trabalhando para a nação.

Agentes intermediários
Oitocentos e cinquenta mil
Eles serão postos de parte
Para o trabalho civil.

Fica a restar um milhão ...
Cento e cinquenta mil, tá visto
Mas eu, continuando vou

A fazer o meu registo.

No serviço militar

Duzentos e cinquenta mil se aponta
Esta gente, já se sabe

Para o trabalho não conta.

Resta então para a labuta
Novecentos mil, apenas
Mas destas ainda há

A tirar contas pequenas. 

Doentes e internados

Gente que não vale um ceitil
Vagabundos e malucos
Somam oitocentos mil.

Tirando estes, então

Nós veremos nos totais
Que restam para o trabalho
Só cem mil e nada mais.

Mandriões, polícias e padres
Eu digo muito afoito

São noventa e nove mil
Novecentos e noventa e oito.

Dos cem mil, tirando estes
teremos então, depois

A trabalhar para a nação
De todos, apenas ... dois! ...

E quem serão esses tipos
No trabalho, já se vê? ...
Um deles, serei eu

E o outro ... será você.

Mas como estou cansado
E a energia me falta
Trabalhe você sozinho

Para sustentar essa malta! ...

 

Versos copiados do livro de Fernando Cardoso

Poetas Populares 3º Volume, 5ª Edição

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 12:06

Sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011

Tanta guerra, tanto ódio, tanta luta pelo poder, tantas mortes a surgirem diariamente, tudo isto provocado pela ganância de uma minoria, que  o Mundo pretende dominar.

Tanta miséria, tanta fome, tanta pobreza, que diariamente convive com o supérfluo de uma sociedade, onde quase nada falta. Onde mora a solidariedade que tanto é apregoada? Quando é que o Homem deixa de olhar quase exclusivamente para o seu bem-estar pessoal e olha mais atentamente para as carências do mundo que o rodeia? Quando é que o amor, perdão, felicidade e solidariedade, são palavras existentes no dicionário de muitas famílias? Se a paz for uma constante no convívio das famílias, mais facilmente se alcançará a paz entre os Homens.

Que o sol quando nasça seja para todos.

 

 

O Sol voltou a brilhar
ele brilha sempre
todos os dias
quando encontramos
reencontramos amigos
Neste universo imenso
e acordou-me hoje cedo
num lindo sonho extenso
a luz do dia clareou
invadiu meu quarto
segurou na minha mão
O Sol intenso e radiante
continua no meu rosto
a beijar a minha pele
acariciando a minha existência
vem de mansinho...
aquece devagarinho
acaricia os nossos sentidos
Eis que a vida renasce
a cada nova manhã
Seja no verão escaldante
ou no inverno rigoroso
na estação das flores
ou quando a natureza
se transforma...o sol está presente
O sol da minha alegria
traz vida...ânimo...
é com o sol que vivemos
neste mundo iluminado
cheio de emoções
O sol voltou a brilhar
dentro e fora de mim
ele veio me beijar
porque ele gosta de mim.
pois é de nós que ele gosta
Na praia reencontramos amigos
reencontros acontecem
quando o sol aquece nossos corações!

(Fouquet, 4 de fevereiro de 2011)

Ao Romper da Bela Aurora

 

 

Brigada Victor Jara

 

 

A Magia do amanhecer

Amanhece....

Este cheiro da terra orvalhada

de folhas molhadas, se espalha pelo ar

invade a minha alma,

me atiça os sentindos

aguçando os meus desejos,

que vibram, clamam

ah....este cheiro suave, que embala os momentos

acaricia a alma, renova e nos dá alento

faz bater mais forte, o coração no peito

faz sonhar com o amor, em carícias no leito

ah...este cheiro gostoso, que a brisa traz faceira...

que embriaga e seduz, nos transforma inteira

delicada fragrância, sensação envolvente

que suaviza e enternece a gente....

ah...este aroma eloquente...que mexe e remexe

com os nosso sentidos.

inundando os nossos corpos, de desejos incontidos

de deliciosas emoções, inexplicáveis sensações

expondo as nossas fantasias, num prazer extasiante..

lá fora, o sol se ergue exuberante!!!

secando cada folha molhada, cada gota de orvalho encontrada

e aqui dentro, sua boca passeia voraz,

pelo meu corpo..que numa entrega, de delicioso prazer.

se deixa saborear....

isaboo

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 23:29

Segunda-feira, 07 de Fevereiro de 2011

Descemos a rua Francisco José M. Lopes para ir ao barbeiro que trabalha no Rotunda Centro.

No final da rua à nossa direita, deparamo-nos com um requalificado espaço, com o nome de JARDIM DA BIODIVERSIDADE. É um espaço com esculturas feitas em troncos de oliveiras, umas secas e outras verdes.

Não nos alongamos em comentários, porque o que lá se encontra, para ser apreciado, é melhor ir ver.

Terminamos, dizendo que gostamos do que vimos, é um trabalho original e merece uma visita.

Segue uma fotomontagem com imagens do referido Jardim.

 

 

 

 

Para o artista vão os nossos parabéns. À C. M. Mação tiramos o chapéu, pela louvável requalificação que mandou fazer ao espaço.

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 13:53

Sexta-feira, 04 de Fevereiro de 2011

Hoje dia de sol, sem vento, com a temperatura a rondar os vinte graus, é o Inverno transformado em Primavera. Dia que nos convida a apreciar a paisagem que nos rodeia, repartida pela Beira, Ribatejo e Alentejo.

Alentejo, terra que muito amamos, pela beleza da sua paisagem, convívio sadio das suas gentes e a riqueza cultural, nomeadamente o canto e poesia popular, que veste todo o seu povo.

Em tom de homenagem a esta bela Província, fizemos este post, no qual seguidamente apresentamos uma fotomontagem com imagens da Barragem do Alqueva e um fundo musical, com um tema dedicado ao Alqueva, cantado pelos Amantes do Alentejo.

 

 

 

Amorim Lopes

 

 

 

publicado por 59abc59 às 14:56

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17

20
21
22
24
25

27
28


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro