E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Sábado, 28 de Abril de 2012

 

Por pensarmos que tem todo o interesse, atendendo ao momento economicamente grave que vivemos, vamos publicar uma notícia transmitida pela SIC Notícias, sobre devolução de casas aos bancos.

 

 

SIC NOTÍCIAS  -  ECONOMIA

 

"Sentença do Tribunal de Portalegre decide que entrega da casa ao banco salda a dívida

 

Uma decisão do Tribunal de Portalegre pode alterar a devolução das casas aos bancos, por falta de pagamento. De acordo com a edição de hoje do Diário de Notícias, a sentença, que já transitou em julgado, determinou a liquidação da dívida apenas com a devolução da casa à instituição bancária.

 

Até aqui os clientes devedores eram obrigados a pagar aos bancos a diferença entre o valor da avaliação e o alcançado com a venda do imóvel, uma medida considerada pelo Tribunal de Portalegre como "enriquecimento injustificado" por parte dos bancos, que por vezes subavaliam as casas, compram-nas por valor inferior ao do mercado e ainda exigem aos clientes o remanescente.

A decisão judicial, de Janeiro deste ano, já transitou em julgado e que pode definir as penhoras das casas como sufientes para saldar a dívida aos bancos.

Decisão semelhante já foi aplicada em Espanha e que, a fazer jurisprudência, poderá aliviar milhares de famílias em Portugal com hipotecas ao banco, numa altura em que, por dia, são devolvidas 25 casas por falta de pagamento."

 

Amorim Lopes

 

publicado por 59abc59 às 11:30

 

Chegou ao nosso conhecimento, que na noite de 24 para 25 de Abril, pelas 3 Horas, a RTP2 transmitiu um documentário, que nos mostra, quem foram nos últimos cem anos, os senhores todos poderosos que, navegando no mundo dos negócios, foram donos de Portugal.

 

Por entendermos que, o vídeo tem valor suficiente, para gastarmos três quartos de hora no seu visionamento, vamos no final do Post fazer a sua publicação.

Por fim, publicamos um texto, que nos tenta informar, de uma forma muito sintética, algo relativo ao seu conteúdo:

“Donos de Portugal é um documentário de Jorge Costa sobre cem anos de poder económico. O filme retrata a proteção do Estado às famílias que dominaram a economia do país, as suas estratégias de conservação de poder e acumulação de riqueza..

Mello, Champalimaud, Espírito Santo -- as grandes famílias cruzam-se pelo casamento e integram-se na finança. Ameaçado pelo fim da ditadura, o seu poder reconstitui-se sob a democracia, a partir das privatizações e da promiscuidade com o poder político. Novos grupos económicos -- Amorim, Sonae, Jerónimo Martins - afirmam-se sobre a mesma base.

Quando a crise desvenda todos os limites do modelo de desenvolvimento económico português, este filme apresenta os protagonistas e as grandes opções que nos trouxeram até aqui.

Produzido para a RTP 2 no âmbito do Instituto de História Contemporânea, o filme tem montagem de Edgar Feldman e locução de Fernando Alves.”

VÍDEO

 

Amorim Lopes 

 

 

publicado por 59abc59 às 00:17

Sexta-feira, 27 de Abril de 2012

Para quem visitar este espaço, publicamos seguidamente o preço dos combustíveis, informação colhida em “Maisgasolina”.

Assim, cada um pode ficar a saber os preços da zona e comprar onde os combustíveis são mais baratos, amealhando assim mais uns euros.

Grão a grão enche a galinha o papo.

 

MAISGASOLINA

Postos com combustível mais barato

Aqui poderá encontrar uma lista com os cinco postos com o preço mais baixo para cada tipo de combustível.

Atenção: Apenas estão disponíveis os postos actualizados nos últimos 7 dias.

 

 

Gasolina 95

Gasolina 98

Gasóleo

Abrantes

Pingo Doce Abrantes     €1.604

Intermarché Abrantes  €1.639

Repsol Tramagal              €1.694

BP Pego               €1.709

Galp Alferrarede             €1.733

Cepsa - A23 Abrantes €1.744

 

Sardoal

Galp Sardoal      €1.733

Mação

Total Mação       €1.734

Gavião

Galp Gavião                    €1.747

 

Vila de Rei

Galp - Vila De Rei             €1.733

Auto Cardigos   €1.744

 Sertã

ASA - Sertã         €1.674

Combustíveis Sertã        €1.674

Galp - Cernache do...    €1.683

Repsol Cernache do...   €1.684

Repsol Cumeada -...      €1.684

Proença - a – Nova

Repsol Sobreira...        €1.744

Abrantes

Intermarché Abrantes  €1.675

Pingo Doce Abrantes     €1.687

BP Pego               €1.774

 

 

 

 

 Sardoal

--------------------------------------

Mação

--------------------------------------

Gavião

Galp Gavião                  €1.809

 

 Vila de Rei

Auto Cardigos   €1.817

 

 Sertã

ASA - Sertã         €1.699

Combustíveis Sertã        €1.699

Galp - Cernache do...    €1.798

Galp Cernache do...       €1.799

Galp Sertã          €1.799

 Proença - a – Nova

---------------------------------------

 

Abrantes

Pingo Doce Abrantes     €1.398

Intermarché Abrantes  €1.399

BP Pego               €1.449

Repsol Tramagal              €1.449

Repsol - Bemposta         €1.499

Cepsa - A23 Abrantes €1.504

Sardoal

Galp Sardoal      €1.499

Mação

Total Mação       €1.499

Gavião

Galp Gavião                  €1.499

 

Vila de Rei

Auto Cardigos   €1.494

Galp - Vila De Rei             €1.499

Sertã

Galp - Cernache do...    €1.438

Repsol Cernache do...   €1.439

ASA - Sertã         €1.439

Combustíveis Sertã        €1.439

Repsol Cumeada -...      €1.439

 

Proença - a – Nova

Repsol Sobreira...        €1.499

 

 

 

Fonte – MaisGasolina

 

Data 27-04-2012

 

http://www.maisgasolina.com/combustivel-mais-barato/castelo-branco/67/

 

publicado por 59abc59 às 18:19

Quarta-feira, 25 de Abril de 2012

Com este 2º trabalho, procuramos continuar a relembrar Abril, louvar o movimento libertador, que nos abriu as portas da democracia e com ela, os caminhos para um Portugal livre, mais justo, mais solidário e de maior justiça social.

Relembrar Abril, vamos faze-lo, publicando um vídeo, que por ser bastante longo, está dividido em duas partes. Este trabalho, é da autoria de um Maçanico, o nosso amigo Júlio Pires. Com este trabalho, ele procura pincelar uma tela, que nos mostra  Portugal em mudança.

Nós,podemos apreciar um belíssimo trabalho e verificar, que em Mação também há artistas.

Para o Júlio, que Deus lhe dê muita saúde e força, para continuar a viver a sua arte e simultaneamente, continuar a fazer Mação.

Relembrar Abril, é também, friamente e sem animosidades, analisar a situação que vivemos e todos unidos e sem sectarismos, tentarmos arranjar as soluções, para construir um Portugal mais amigo, com maior justiça social, mais justo e equitativo.

Relembrar Abril, é comemorar o dia em que um grupo de corajosos militares, que comandando homens sequiosos de justiça e liberdade e embalados por um Povo, esfomeado de vivência democrática, nos abriu as portas para um Portugal livre e democrático, em que as balas foram substituídas por um jardim de cravos vermelhos.

 

Relembrar Abril, é não aniquilar a nossa democracia e comemorar, com os que vão sentindo na pele, as garras da injustiça.

 

VÍDEO 1

VÍDEO 2

 

Amorim Lopes 

 

 

 

publicado por 59abc59 às 11:04

Neste nosso cantinho do mundo da Blogosfera, aproveitamos o momento, para relembrar Abril. Assim, de uma forma muito simples, procuramos

 

recordar as duas canções, que na madrugada de 24 para 25 de Abril de 1974, abriram as portas ao movimento das Forças Armadas, que nos viria a restituir a liberdade e com todos nós, a esperança em construir um Portugal mais justo. Simultaneamente, apresentamos imagens, que nos mostram como foi vivido o primeiro dia de um Portugal livre e a caminho da democracia.

VÍDEO

 

Amorim Lopes 

 

 

publicado por 59abc59 às 00:05

Terça-feira, 24 de Abril de 2012

Por amor a Mação e aos Maçaenses em geral, tentamos divulgar sempre que podemos e temos conhecimento, tudo o que possa mostrar o valor, a arte e a inteligência das suas gentes e simultaneamente, possa levar o bom nome de Mação, ao coração do mundo que nos rodeia.
Por tudo o

que acabámos de referir, seguidamente publicamos um vídeo, no qual, António Colaço comenta os jornais de hoje, dia 24-04-2012, na Revista da Imprensa, rubrica que foi transmitida no Jornal das 10 da Sic Notícias.
Conversando, vamos dando voz à nossa voz e com a voz, vamos mostrando como vemos e sentimos o Portugal que, um dia deu liberdade à voz.

 VÍDEO

Amorim Lopes 

 

publicado por 59abc59 às 13:20

Domingo, 22 de Abril de 2012

Com o surgimento do 25 de Abril, nunca imaginámos vir a viver no Portugal que agora vivemos. Injustiças cada vez mais evidentes: pobreza a aumentar em cada dia que passa; saúde só para quem tem dinheiro e regalias sociais, para muitos, a serem uma miragem.

 No ensino, em número assinalável, só estuda quem tem “bago” e não quem quer ser Homem. Estudantes há que, por não pagarem os alojamentos das cantinas escolares,

 

por dificuldades económicas, são postos na rua.

 Por último, a justiça está transformada em duas: uma para ricos e outra para pobres. Uns processos apanham o comboio rápido; outros, aureolados com “oiro luzente”, vão em comboios a vapor, mudam com frequência de linha e muitas vezes, a viagem não chega ao fim.

Juízes há - mas poucos!... - que querem fazer justiça com um “J”. Encontram, pela frente, jogos de grandes interesses, forças muitas vezes ocultas, submissas a doutrinas que “desfilam” no mundo da escuridão do negócio, tudo fazem para salvar a sua clientela.

Terminamos, com um artigo de opinião, escrito pela jornalista Manuela Moura Guedes, publicado no dia 20 -04-2012, no Correio da Manhã: 

Impunidade

Enquanto a Justiça for ajustada a cada cliente, tipo fato por medida, Portugal nunca será um país decente. É com total despudor que se passa por cima de princípios, regras e evidências, que os agentes do próprio Sistema mentem, fazem de conta ou dão explicações estúpidas para justificar atrasos, interpretações, arquivamentos e absolvições.

A sentença do caso Portucale é de estarrecer. Nada, mas mesmo nada o tribunal deu como provado, a não ser a versão pura dos "flagelados e inocentes arguidos". Três ministros, dias antes das eleições, consideraram de "imprescindível utilidade pública" o projecto turístico do Grupo Espírito Santo, autorizando o abate de mais de 2500 sobreiros, depois de dez anos de chumbos, e Abel Pinheiro foi apanhado ao telefone com um administrador do GES a dizer "fazendo as contas, nós metemos na mão [com decisões amigas] da sua gente mais de 400 milhões de euros nas últimas 3 semanas". Entre as suspeitas de financiamento ao CDS, ficou o processo dos submarinos, agora em águas paradas,

depois de ciclicamente vir à tona conforme as conveniências políticas. Agora, é obviamente fase de pousio justificada com desculpas do PGR desmentidas pelo Ministério da Justiça. São nódoas que se estendem, enormes, para o Freeport, com catadupas de testemunhas a incriminarem Sócrates, que não foi acusado nem arguido, nem sequer ouvido e que continua a ser "Engenheiro" porque a Dra. Cândida Almeida se recusa a reabrir um processo que ela arquivou porque quis, tal como o Presidente do Supremo quis apagar as escutas do ‘Face Oculta’. O multifacetado professor António J. Morais, acusado de corrupção no caso Cova da Beira, está para ir a julgamento há ano e meio, mas continua a fazer a sua vidinha, tal como Dias Loureiro faz a sua e muitos outros ligados ao buraco de cinco mil e tal milhões do BPN. A lista é interminável porque se vai ajustando à medida das necessidades, tal como se ajusta a composição dos juízes do Tribunal Constitucional de acordo com as políticas de austeridade do Governo. O problema atravessa de alto a abaixo todo o Sistema, não é novo, e à força da repetição faz jurisprudência – a impunidade é lei. Mas um país que a aceita e nada faz para mudar, merece mesmo ser tratado abaixo de cão.

Por: Manuela Moura Guedes, Jornalista

As flores de Abril não podem murchar, para que a paz, a justiça e a liberdade, nos mostrem que a democracia continua a “cantar”.

Amorim Lopes

 

publicado por 59abc59 às 12:04

Sexta-feira, 20 de Abril de 2012
Para quem visitar este espaço, publicamos seguidamente o preço dos combustíveis, informação colhida em “Maisgasolina”. Assim, cada um de nós, pode ficar a saber os preços da zona, comprar onde os combustíveis são mais baratos, amealhando assim mais uns euros.
Grão a grão enche a galinha o papo.

 

"MAISGASOLINA"

Postos com combustível mais barato

Por concelho

Aqui poderá encontrar uma lista com os cinco postos com o preço mais baixo para cada tipo de combustível.

Atenção: Apenas estão disponíveis os postos actualizados nos últimos 7 dias.

 

Gasolina 95

Gasolina 98

Gasóleo

Abrantes

Pingo Doce Abrantes   €1.629

Intermarché Abrantes €1.659

BP Pego                           €1.719

Galp Alferrarede           €1.759

Galp Av Forças...           €1.759

Cepsa - A23...               €1.769

Sardoal

Galp Sardoal                 €1.759

Mação

Total Mação                  €1.764

Gavião

Galp Gavião                   €1.771

Vila de Rei

Galp - Vila De Rei          €1.759

Auto Cardigos               €1.784

Sertã

ASA - Sertã                     €1.679

Combustíveis Sertã      €1.679

Galp - Cernache do...   €1.708

Repsol Cernache do...  €1.709

Repsol Cumeada -...     €1.709

Proença - a – Nova

Repsol Sobreira...         €1.784

Abrantes

Intermarché Abrantes €1.689

Pingo Doce Abrantes   €1.712

BP Pego                           €1.784

 

 

 

Sardoal

--------------------------------------

Mação

--------------------------------------

Gavião

Galp Gavião                   €1.835

Vila de Rei

Auto Cardigos               €1.857

 

Sertã

ASA - Sertã                     €1.699

Combustíveis Sertã      €1.699

Galp - Cernache do...   €1.823

Galp Cernache do...     €1.824

Galp Sertã                      €1.824

Proença - a – Nova

---------------------------------------

 

Abrantes

Pingo Doce Abrantes   €1.398

Intermarché Abrantes €1.399

BP Pego                           €1.449

Galp Alferrarede           €1.499

Galp - Alvega                 €1.499

Cepsa - A23                   €1.514

Sardoal

Galp Sardoal                  €1.499

Mação

Total Mação                   €1.509

Gavião

Galp Gavião                   €1.499

Vila de Rei

Galp - Vila De Rei          €1.499

Auto Cardigos               €1.509

Sertã

Galp - Cernache do...   €1.438

Repsol Cernache do...  €1.439

ASA - Sertã                     €1.439

Combustíveis Sertã      €1.439

Repsol Cumeada -...     €1.439

Proença - a – Nova

Repsol Sobreira...         €1.524

 

 

Fonte – MaisGasolina

Data 20-04-2012

http://www.maisgasolina.com/combustivel-mais-barato/castelo-branco/67/

publicado por 59abc59 às 12:46

Quinta-feira, 19 de Abril de 2012

Tempo triste, boca amordaçada, vontade de ser alguém quase impossível de alcançar. Tempo de opressão, de liberdade limitada, que muitas vezes se transformava em prisão. Foi esta, a vida que nos foi imposta, até ao dia em que, a luminosidade vermelha dos cravos de Abril, nos deu luz e possibilitou, o corte da amarra que nos prendia à negra e triste vida em que vivíamos.

Vida, num Portugal abraçado por negras nuvens de opressão, injustiça e desigualdade.  

Repentinamente, deparámo-nos

 

com o túnel libertador, onde, ao fundo, surgia a luz da liberdade e democracia. Luz irradiada pelo sol que bailava no céu azul, engalanado pelas bandeiras da liberdade, igualdade, solidariedade e justiça.

O tempo foi passando, o céu limpo foi alternando com o céu nublado e muito nublado. Presentemente, vivemos uma vida carregada de negras nuvens que, anunciam um iminente trovejar. Resta-nos a esperança de que, com a força, inteligência e dedicação de todos, o sol volte novamente a brilhar.

Com o intuito de não deixar morrer os ideais de Abril, Mação, vai mais uma vez comemorar o libertador dia 25, com actividades, que seguidamente procuramos divulgar:

 

 

Amorim Lopes 

 

 

publicado por 59abc59 às 16:25

Terça-feira, 17 de Abril de 2012

Que o ensino para todos continue a florir, ajudando assim a enfeitar o ramo da democracia.

É com imensa tristeza que, com bastante frequência, ouvimos dizer que estudantes do ensino superior tiveram que abandonar os estudos por questões económicas.

 Há pouco tempo

, na cidade da Guarda, por falta de dinheiro, 150 estudantes tiveram que “fazer as malas” e ir embora. Um caso, que é do nosso conhecimento, é o de um jovem que, depois de trabalhar uma meia dúzia de anos, se matriculou no ensino superior em Lisboa. Pretende continuar a trabalhar e simultaneamente tirar a licenciatura. Até ao momento, não arranjou trabalho e a bolsa de estudo é-lhe recusada. Com muito sacrifício e ajuda de amigos, este primeiro ano, pensa poder consegui-lo ultrapassar. Para o próximo ano, provavelmente o seu sonho cairá por terra.

Lentamente, a nossa democracia vai sendo apunhalada, no que de mais belo, nobre e justo ela nos doou. Aos poucos, o ensino vai acabando para quem quer ser Homem, e abre portas unicamente aos endinheirados.

Aos poucos, a sinfonia democrática, agora dirigida por um maestro neoliberal, que empunhando a “batuta” do resgate financeiro, vai alterando notas, para desvirtuar o que de mais belo esta nos oferece.

Terminamos com um texto que retirámos do jornal Expresso:

Igreja receia ensino superior exclusivo para ricos

Igreja Católica revela conhecer muitos casos de abandono das universidades por motivos exclusivamente financeiros e receia que as instituições se tornem elitistas.

A Igreja Católica receia que a frequência do ensino superior em Portugal se torne exclusiva dos ricos, revelou o padre Nuno Santos, da Pastoral do Ensino Superior, à TSF.

 

Nuno Santos alega conhecer vários casos de abandono das universidades por motivos exclusivamente financeiros. "Alunos com capacidade estão a ser impedidos de estudar por razões exclusivamente económicas. Penso que isso coloca em causa a justiça social e até, em parte, esta dimensão democrática do nosso país", justificou.

 

O padre mostra-se preocupado com a situação económica actual e, especificamente, com as novas regras para a atribuição de bolsas, que poderão discriminar muitos alunos. "Este ano é um ano de viragem para pior e para o próximo ano acho que vai ser o caos a esse nível, porque muita gente não vai sequer arriscar-se matricular-se."

 

O responsável da Pastoral do Ensino Superior mostra-se também consternado com a proibição de acesso às bolsas para estudantes em agregados com dívidas à Segurança Social - o que "põe de lado muitíssima gente" - e diz que as universidades já começam a ser compostas só por elites. "Os próximos anos vão acentuar em muito essa realidade ao ponto de, se não tomarmos [medidas], o Ensino ficar restrito às elites económicas."

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 15:42

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12

15
18
21

23
26

29
30


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro