E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Sexta-feira, 11 de Maio de 2012

 

Para quem visitar este espaço, publicamos seguidamente o preço dos combustíveis, informação colhida em “Maisgasolina”.

Assim, cada um pode ficar a saber os preços da zona e comprar onde os combustíveis são mais baratos, amealhando assim mais uns euros.

Grão a grão enche a galinha o papo.

 

MAISGASOLINA

Postos com combustível mais barato

Aqui poderá encontrar uma lista com os cinco postos com o preço mais baixo para cada tipo de combustível.

Atenção: Apenas estão disponíveis os postos actualizados nos últimos 7 dias.

 

Gasolina 95

Gasolina 98

Gasóleo

Abrantes

Pingo Doce Abrantes €1.584

Intermarché Abrantes €1.579

Repsol Tramagal €1.649

BP Pego               €1.649

Galp Alferrarede €1.687

Cepsa - A23 Abrantes €1.699

Sardoal

Galp Sardoal     €1.687

Mação

Total Mação      €1.699

Gavião

Galp Gavião             €1.699

Vila de Rei

Galp - Vila De Rei €1.687

Auto Cardigos  €1.699

Sertã

ASA - Sertã         €1.629

Combustíveis Sertã €1.629

Galp - Cernache do... €1.638

Repsol Cernache do... €1.639

Repsol Cumeada -... €1.639

Proença - a – Nova

Repsol Sobreira...        €1.699

Abrantes

Intermarché Abrantes €1.639

Pingo Doce Abrantes €1.657

BP Pego               €1.714

 

 

 

Sardoal

--------------------------------------

Mação

--------------------------------------

Gavião

Galp Gavião                 €1.765

Vila de Rei

Auto Cardigos  €1.782

 

Sertã

ASA - Sertã         €1.699

Combustíveis Sertã €1.699

Galp - Cernache do... €1.753

Galp Cernache do... €1.754

Galp Sertã          €1.754

Proença - a – Nova

---------------------------------------

 

Abrantes

Pingo Doce Abrantes €1.398

Intermarché Abrantes €1.399

BP Pego               €1.449

Repsol Tramagal €1.449

Repsol – Bemposta €1.499

Cepsa - A23 Abrantes €1.499

Sardoal

Galp Sardoal     €1.499

Mação

Total Mação      €1.499

Gavião

Galp Gavião                 €1.499

Vila de Rei

Auto Cardigos  €1.494

Galp - Vila De Rei €1.499

Sertã

Galp - Cernache do... €1.438

Repsol Cernache do... €1.439

ASA - Sertã         €1.439

Combustíveis Sertã €1.439

Repsol Cumeada -... €1.439

Proença - a – Nova

Repsol Sobreira...        €1.499

 

 

 

Fonte – MaisGasolina

 

Data 11-05-2012

http://www.maisgasolina.com/combustivel-mais-barato/castelo-branco/67/

 

 

publicado por 59abc59 às 17:42

Quinta-feira, 10 de Maio de 2012

Tivemos a ler o jornal  Público, do qual extraímos os seguintes títulos:

“Câmaras vão processar Estado por causa da retenção de 5% do IMI”

“Vem aí um Verão de cinco dias”

“Silva Carvalho enviou plano de reforma das secretas a Miguel Relvas”

“Ministério Público quer processar Mário Lino por falso testemunho”

“Cursos de Português no estrangeiro com menos nove mil alunos”

“Vítor Gaspar: há uma “incerteza considerável” sobre as contas da Segurança Social”

“Sentença polémica

Advogados já estão a pedir anulação de dívidas das casas”

“Vários requerimentos entregues em tribunal pedem "sentido jurisprudencial" da sentença de Portalegre, reclamando pagamento integral das dívidas pela venda da casa ao banco”

Ela, a vida, está linda está! Se tudo ia mal, aos poucos tudo vai ficando pior.

Em Mação já só temos TVD das 10 Horas às 21 Horas.  

Nós sem TV, com o desemprego a aumentar, a saúde a faltar, os “Megas Centros Escolares a surgir, a fome a ser uma triste realidade, o “brincar às caridadezinhas” ser o pão nosso de cada dia, facilmente se conclui que a tempestade em que vivemos, vai lentamente aumentando.

Se a tudo isto juntarmos uma classe poderosa e altamente enriquecida, que usando suspensórios, não necessita de apertar o cinto, então leva-nos a pensar que, a tempestade pode estar a caminhar para um “tornado”.

Para nós, a devolução de casas é uma grande tragédia, motivo pelo qual, apelamos aos nossos governantes, para tomarem medidas com toda a brevidade possível, para ajudar a amenizar o problema.

 

A Nossa Casa

 

 

A nossa casa, Amor, a nossa casa!

 

Onde está ela, Amor, que não a vejo?

 

Na minha doida fantasia em brasa

 

Constrói-a, num instante, o meu desejo!

 

 

 

Onde está ela, Amor, a nossa casa,

 

O bem que neste mundo mais invejo?

 

O brando ninho aonde o nosso beijo

 

Será mais puro e doce que uma asa?

 

 

 

Sonho... que eu e tu, dois pobrezinhos,

 

Andamos de mãos dadas, nos caminhos

 

Duma terra de rosas, num jardim,

 

 

 

Num país de ilusão que nunca vi...

 

E que eu moro - tão bom! - dentro de ti

 

E tu, ó meu Amor, dentro de mim...

 

 

 

Florbela Espanca

 

Na esperança de que um dia não muito distante, nos surja um Portugal mais justo, aconselhamos a ouvir e meditar no vídeo que de seguida publicamos.

VÍDEO

 

Amorim Lopes 

 

 

 

 

 

publicado por 59abc59 às 18:28

Terça-feira, 08 de Maio de 2012

Acabámos de ler um artigo de opinião escrito pelo Professor Universitário Paulo Morais, publicado hoje no jornal Correio da Manhã.
Por concordarmos com o que foi escrito, que espelha bem o mundo do “safe-se quem puder” em que vivemos, não resistimos à tentação, também nós, de o publicar neste nosso espaço.
Com este nosso procedimento, pensamos estar a avivar, mais uma vez, a grave situação em que vivemos. Os grandes senhores – empresas, a tudo têm direito, inclusive à liberdade de fazer o que bem entendem. A classe média e baixa, só têm direito a apertar o cinto, à fome e à miséria.
Desta vez não tiramos o chapéu a situações como a que se vive na EDP.

 

"A EDP beneficia de favores políticos sem limite por parte de políticos sem vergonha.
O poder da EDP em Portugal atingiu uma dimensão perigosa. Enquanto consumidores de electricidade, estamos hoje indefesos perante um domínio absoluto e arbitrário.
Na factura de electricidade, a par dos seus consumos, as famílias são coagidas a financiar as empresas de energias renováveis, os gastos perdulários em painéis solares ou os investimentos em antenas de energia eólica. Ao onerar as contas de energia com taxas e mais taxas, em benefício próprio ou em proveito do lóbi

da energia, a EDP está a exercer um poder tributário, privilégio dos estados.
A sua fúria despesista, a expensas do povo, não pára. A nova e malfadada barragem do rio Tua irá gerar lucros milionários para a EDP porque tem uma rentabilidade garantida pelo Estado, pela via do défice tarifário que todos pagamos.
Acresce que a EDP arroga-se estar à margem da lei. Bem recentemente lançou uma campanha publicitária utilizando ilegalmente crianças, visando a venda de serviços que não têm relação directa com a sua faixa etária. O que é interdito, nos termos da lei da publicidade. A EDP emprega trabalho infantil, lesa a dignidade das crianças, mas fica impune. O que só é possível porque dispõe de uma enorme influência sobre o poder político. Eduardo Catroga, em nome do PSD, advogava a redução das rendas pagas à empresa, para logo a seguir defender, enquanto presidente da eléctrica, a manutenção do seu pagamento. A ministra Assunção Cristas e o deputado Mesquita Nunes estão ligados ao escritório de advogados que assessora a sociedade nos seus maiores processos, enquanto tutelam e fiscalizam negócios em que o estado tem favorecido descaradamente a empresa. O deputado Pedro Pinto é consultor de empresas intimamente dependentes da EDP. E muitos mais.
Há muitos políticos de duas caras. Duas caras… e muitas coroas. Por outro lado, todos quantos se opõem ao poder da eléctrica, como o ex-secretário de estado Henrique Gomes, que pretendia reduzir-lhe as rendas em 165 milhões, são convidados a "demitirem-se".
Como a EDP beneficia de favores políticos sem limite por parte de políticos sem vergonha, estamos condenados à servidão a uma organização que já não é só uma empresa eléctrica. É um estado dentro do estado."

 

Por: Paulo Morais, Professor Universitário

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 22:40

Segunda-feira, 07 de Maio de 2012

Mãe

Mãe:
Que desgraça na vida aconteceu,
Que ficaste insensível e gelada?
Que todo o teu perfil se endureceu
Numa linha severa e desenhada?

Como as estátuas, que são gente nossa
Cansada de palavras e ternura,
Assim tu me pareces no teu leito.
Presença cinzelada em pedra dura,
Que não tem coração dentro do peito.

Chamo aos gritos por ti — não me respondes.
Beijo-te as mãos e o rosto — sinto frio.
Ou és outra, ou me enganas, ou te escondes
Por detrás do terror deste vazio.

Mãe:
Abre os olhos ao menos, diz que sim!
Diz que me vês ainda, que me queres.
Que és a eterna mulher entre as mulheres.
Que nem a morte te afastou de mim!

 

Miguel Torga, in 'Diário IV'

 

Hoje dia da mãe, não podíamos ficar insensíveis e adormecidos.
Mãe, palavra curta, mas grande no conteúdo que nos doou. Enorme na luta que travou, para nos abrir os caminhos para a vida. Carinhosa nos momentos de dor que vivemos.
Mãe, é a mulher dos bons e maus momentos, em nossas mãos tesouros colocou, que um dia já no berço do final da vida, nos hão-de embalar.
Mãe, também é a esposa, que nos momentos difíceis da vida, nos dá força, coragem e ânimo, para um dia, em conjunto, podermos vir a ter uma vida feliz e sorridente.
Por fim, como homenagem e gratidão, por tudo o que as mães nos vão doando ou teriam intenção de nos ofertar, terminamos este trabalho com a publicação de dois poemas e um vídeo.

 

De Joelhos

“Bendita seja a Mãe que te gerou.”
Bendito o leite que te fez crescer
Bendito o berço aonde te embalou
A tua ama, pra te adormecer!

Bendita essa canção que acalentou
Da tua vida o doce alvorecer ...
Bendita seja a Lua, que inundou
De luz, a Terra, só para te ver ...

Benditos sejam todos que te amarem,
As que em volta de ti ajoelharem
Numa grande paixão fervente e louca!

E se mais que eu, um dia, te quiser
Alguém, bendita seja essa Mulher,
Bendito seja o beijo dessa boca!!

 

Florbela Espanca, in "Livro de Mágoas"

 

VÍDEO

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 01:17

Sábado, 05 de Maio de 2012

Temos por diversas vezes apelado para que a nossa vivência diária tenha como guião a bandeira da solidariedade.

Infelizmente,

na justiça há menos justiça, na saúde menos saúde, nos apoios sociais os níveis de ajuda vão diminuindo, nos salários vão- lhe sendo abatidas algumas unidades, nos vários impostos o aumento é rápido e asfixiante.

Tudo se faz com a maior das naturalidades, sem se ser sensível, ao aumento diário dos candidatos à fome e à miséria.

Na outra face da moeda, vemos a banca e muitas outras empresas a apresentarem lucros elevados e os seus altos quadros a terem salários muitas vezes obscenos.

O governo é rápido a penalizar a classe média e baixa, enquanto os grandes senhores a tudo têm direito, menos a apertar o cinto.

No caso das rendas pagas às grandes empresas, os governantes têm medo de fazer justiça.

Também somos da opinião de que quem tem riqueza devia, de livremente, ser mais solidário e não esperar, que o obriguem a sê-lo.

 Contrariamente ao que se passa entre nós, a onda de solidariedade, na América, vai aumentando dia após dia, como pode

 

ser comprovado lendo o pequeno excerto do artigo intitulado – “Milionários solidários”, publicado no Correio da Manhã e escrito por Rui Pereira, Professor Universitário:

“Não quererão os nossos milionários seguir o exemplo dos americanos e doar metade das fortunas?

Quase cem milionários americanos aderiram já à iniciativa de doar metade das fortunas para causas filantrópicas, promovida pelo fundador da Microsoft, Bill Gates, e pelo empresário Warren Buffett. Entre os aderentes contam-se David Rockefeller, Ted Turner e o mayor de Nova Iorque, Michael Bloomberg. Este explicou assim a sua motivação: "Fazer a diferença na vida das pessoas – e vê-lo com os nossos próprios olhos – é talvez a coisa mais gratificante que existe. Desta vida só levamos a lembrança das nossas acções, pois o resto é ornamentação."

 

 

Nós estamos prontos a abraçar tudo o que possa contribuir para a construção de um Mundo mais solidário.

O que podemos e gostaríamos de fazer é muito pouco, é uma pequena gota de água caída num mar que, sem esta e muitas mais, corria o risco de secar.

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 14:08

Sexta-feira, 04 de Maio de 2012

Hoje, enquanto chovia, andámos a navegar no mundo da Net e por casualidade, o nosso olhar poisou sobre o Diário da República, no Despacho Nº 15296/2011, do qual extraímos a cópia que seguidamente reproduzimos.

 

 

 

Ficamos sem pinga de sangue. Lemos e relemos para confirmar o que tínhamos acabado de ler.

É mesmo verdade que, o mestre João Pedro Martins Santos, recebe a sua remuneração mensal acrescida de mais 2000 euros e com direito a receber também os subsídios de Férias e Natal.

Uns vivem como lordes, outros são tratados como escravos.

Foi para isto que escolhemos os Governantes que temos? Penso que não! Está na hora de acordar e olhar, o mundo injusto que nos rodeia.

Nota final: O colorido que é apresentado na imagem, já se encontrava na página do DR digital, do qual retirámos a cópia.

Amorim Lopes

 

 

publicado por 59abc59 às 17:54

Quinta-feira, 03 de Maio de 2012

No final de Abril e no início de Maio a chuva veio em força. Foi recebida por todos de braços abertos, pois a falta do precioso líquido, começava a fazer estragos na nossa agricultura.
Tem chovido bem sem fazer estragos. Até o vento tem estado ausente.
Que continue assim por mais algum tempo, com o sol a espreitar.
Publicamos de seguida um vídeo, gravado hoje, que nos mostra o dia chuvoso que vivemos.
                                                                                               

VÍDEO

 

Amorim Lopes 

 

 

publicado por 59abc59 às 19:18

Quarta-feira, 02 de Maio de 2012



Em publicações anteriores, temos apelado à população do concelho e aos nossos governantes em especial, à organização e participação em eventos, para que com eles, se consiga dar mais vida ao concelho. Nesse sentido, está ocorrer de Março a Setembro, a 2ª série Feiras de Artesanato na vila de Mação, novamente no Largo dos Bombeiros. Apelamos à presença de todos, pois será boa oportunidade, para passar um sábado em família e contribuir para que a nossa Terra tenha mais vida. 

Terminamos, formulando o desejo de que o acontecimento não morra e que, o movimento participativo, venha gradualmente a aumentar. 

Publicamos seguidamente algumas fotos da feira realizada no dia 28 de Abril.









Amorim Lopes

 
publicado por 59abc59 às 11:54

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
15
16

20
21
22
23
24

29
30


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro