E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Quarta-feira, 31 de Outubro de 2012

Hoje vamos apresentar um vídeo com o qual tentamos mostrar parte da actuação do grupo coral “Os Trabalhadores” de Ferreira do Alentejo.

Desta forma, concluímos o trabalho que levámos a cabo, composto por três publicações, com as quais procurámos dar uma ideia do que foi o 10º encontro de Grupos de Cantares, que se realizou no Cine-Teatro de Mação, no dia 27 de Outubro 2012.

Aos organizadores, endereçamos os nossos parabéns e a todos desejamos que a força e a saúde não lhes falte, para que em 2013, semelhante acontecimento possa novamente vir a surgir.

Aos Maçaenses, sempre que surjam eventos de índole cultural, apelamos para que reservem parte dos tempos livres, para neles poderem marcar presença.

Mação e a cultura agradecem. 

VÍDEO

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 23:52

Terça-feira, 30 de Outubro de 2012

Dando continuidade ao que ontem começámos a publicar, vamos seguidamente fazer chegar a todos os nossos visitantes, três dos seis temas apresentados pelo grupo de Penela “Kumytuna”.

O grupo “Kumytuna”, composto na quase totalidade por jovens, teve uma actuação com bastante vida e grande animação que, conseguiu contagiar e transformar a plateia num ambiente com bastante animação e boa disposição.

VÍDEO

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 20:05

Segunda-feira, 29 de Outubro de 2012

No dia 27 de Outubro de 2012, o Grupo de Cantares “OS MAÇAENSES”, realizou o 10º encontro de Grupos de cantares, este ano, com a presença da região de Penela, com o grupo “ Kumy Tuna “. O Alentejo também esteve presente, com um Grupo Coral Alentejano, “Os Trabalhadores” de Ferreira do Alentejo.

O encontro, começou com a concentração no largo do Cine-Teatro, seguindo todos os participantes para o Salão Nobre da Câmara Municipal, onde foram recebidos pelo Dr. Vasco Estrela. Após a cerimónia levada a cabo na Câmara, os pessoal presente fez um passeio a pé pelas ruas da vila, passando pela Igreja, terminando com um convívio ajantarado no restaurante Avenida - “Pica-Fino”.

O espectáculo, com início às 21 Horas, esteve bastante animado, com música para os mais variados gostos. O público, mostrou estar atento, alegre e bem-disposto. Como prémio para os artistas, não faltaram os fortes aplausos, que é a pimenta necessária para um bom desempenho. Como tudo o que nasce também morre, esta noite musical teve o seu termo perto da meia-noite.

Do espectáculo, hoje, vamos apresentar um vídeo com a actuação do grupo organizador, “Os Maçaenses”.

Posteriormente, apresentaremos as actuações dos outros dois grupos.

Quando é que o Cineteatro, volta a estar alegre, com um público animado, e um palco a abarrotar de cultura, arte e animação? Ele já está pronto para outro espectáculo.

 

VÍDEO

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 11:26

Domingo, 28 de Outubro de 2012

CARTOON MAIA  -  RADAR SAUDADE

Será que não temos engenho e arte para mudar o rumo dos acontecimentos?

Nós estamos prontos para arranjar forma e ajudar a inverter a rota aos acontecimentos que ultimamente tanto nos têm afligido. 

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 16:54

Quinta-feira, 25 de Outubro de 2012

No dia 25 de Outubro de 2012, o Estádio da Luz faz nove anos que foi inaugurado.

Para mostrar a nossa satisfação com a efeméride anunciada, com a qual muito nos orgulhamos e nos juntarmos, a todos os benfiquistas a festejar o 9º aniversário do nascimento oficial do nosso Estádio “Catedral”, de seguida, publicamos uma montagem com quatro vídeos que já tinham sido divulgados. Aos seus autores vão os nossos agradecimentos.

Não é muito, mas o nosso benfiquismo a isto nos obrigou.

Amanhã, que é dia de eleições, fazemos votos, que democraticamente e sem guerras o novo presidente seja eleito.

Que vencedores e vencidos se respeitem mutuamente formando uma única família.

VÍDEO

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 23:51

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2012

Até ao final do ano vão ser criadas 150 cantinas sociais.

Foram palavras que muito recentemente lemos na comunicação social e que nos feriram o orgulho. Foram farpas que  flagelaram o nosso sentimento de justiça social.

Nunca imaginámos que os políticos, que aos poucos, nos conduzissem ao tempo da “sopa do Barroso”.

Quando os nossos políticos utilizam o termo “cantinas sociais”, deveriam ser mais honestos e frontais - chamar-lhes locais para fornecer a “sopa dos pobres”.

Até onde chegou o instinto vaidoso dos políticos!...

A situação em que vivemos é grave e provavelmente, com a aprovação do novo orçamento, o número de tais locais necessitará de aumentar rapidamente.

Como todos nós andamos enganados ao afirmar que no país não há crescimento. Então os necessitados não acabarão por ter mais sopa?

A contrastar, na Assembleia da República é assim:

Será que estão a defender o Povo?

 

Aproveitamos para agradecer ao Zeca tudo o que ele nos doou e que, o seu exemplo, nos ajude a tomar consciência da má situação em que vivemos. Nos ajude a reprovar a intolerante má governação que os políticos nos vão impondo. 

VÍDEO

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 18:02

Terça-feira, 23 de Outubro de 2012

Recentemente publicámos um Post, no qual abordámos um passeio que um grupo de Maçanicos fez às regiões do Minho e Trás-os- Montes.

Hoje, para enriquecer o trabalho anterior, vamos apresentar um vídeo que tenta mostrar, o que todos nós podemos presenciar no que respeita às ruas que ligam o Castelo e o Paço dos Duques de Bragança ao Centro Histórico da cidade.

VÍDEO

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 00:24

Domingo, 21 de Outubro de 2012

No último sábado dia 13 de Outubro, realizámos a vindima na vinha que temos nesta vila de Mação, na zona do Cais Cordeiro.

Os trabalhos que tiveram a ajuda gratuita de uma dúzia de Maçanicos, decorreram com normalidade, dentro do que estava previsto, com a companhia do sol, temperatura amena e um saudável convívio.

Depois de todas as uvas apanhadas, seguiu-se o transporte e o esmagamento dos cachos, na nossa adega no centro da vila.

Terminamos, agradecendo a todos os presentes a ajuda prestada, formulando votos de que a saúde, a força e a energia a ninguém falte, para que no próximo  ano se possa repetir idêntica façanha.

Para todos os presentes, vai desde já o nosso convite, a estarem presentes na prova do amigo de “Baco”, se este estiver bebível, em meados de Dezembro.

Segue fotomontagem do trabalho e convívio realizado.

VÍDEO

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 00:05

Quinta-feira, 18 de Outubro de 2012

Depois de reflectirmos por uns instantes nas mensagens que as imagens que publicamos nos apresentam, concluímos que, a equipe política que nos governa, necessita com toda a brevidade possível de ser reestruturada, sobe pena de podermos vir a ser acusados de agirmos com uma atitude vergonhosamente complacente.

Não podemos nos alhear do mundo que nos rodeia, nem ignorar as trágicas e paupérrimas decisões que os políticos vêm tomando.

Temos que nos mostrar mais activamente participativos, para que no futuro, não nos rotulem de povo com capacidades inferiores à dos nossos governantes.

Somos acusados pelos “iluminados”, de que todos nós, “Povo”, somos os causadores da má situação em que nos encontramos. Temos vivido acima das nossas possibilidades.

Não concordamos!

Para nós, os verdadeiros causadores de toda esta situação, é toda a classe política que, ao longo dos anos, em vez de nos governar - desgovernou-nos.

Sobre o desgoverno, aproveitamento e oportunismo dos políticos, aconselhamos a ler o texto que de seguida transcrevemos, que foi publicado no jornal Correio da Manhã, escrito por: Paulo Morais, Professor universitário.

A culpa é do polvo

“A ideia de que os portugueses são responsáveis pela crise, porque andaram a viver acima das suas possibilidades, é um enorme embuste. Esta mentira só é ultrapassada por uma outra. A de que não há alternativa à austeridade, apresentada como um castigo justo, face a hábitos de consumo exagerados. Colossais fraudes. Nem os portugueses merecem castigo, nem a austeridade é inevitável.

Quem viveu muito acima das suas possibilidades nas últimas décadas foi a classe política e os muitos que se alimentaram da enorme manjedoura que é o orçamento do estado. A administração central e local enxameou-se de milhares de "boys", criaram-se institutos inúteis, fundações fraudulentas e empresas municipais fantasma. A este regabofe juntou-se uma epidemia fatal que é a corrupção. Os exemplos sucederam-se. A Expo 98 transformou uma zona degradada numa nova cidade, gerou mais-valias urbanísticas milionárias, mas no final deu prejuízo. Foi ainda o Euro 2004, e a compra dos submarinos, com pagamento de luvas e corrupção provada, mas só na Alemanha. E foram as vigarices de Isaltino Morais, que nunca mais é preso. A que se juntam os casos de Duarte Lima, do BPN e do BPP, as parcerias público-privadas e mais um rol interminável de crimes que depauperaram o erário público. Todos estes negócios e privilégios concedidos a um polvo que, com os seus tentáculos, se alimenta do dinheiro do povo têm responsáveis conhecidos. E têm como consequência os sacrifícios por que hoje passamos.

Enquanto isto, os portugueses têm vivido muito abaixo do nível médio do europeu, não acima das suas possibilidades. Não devemos pois, enquanto povo, ter remorsos pelo estado das contas públicas. Devemos antes sentir raiva e exigir a eliminação dos privilégios que nos arruínam. Há que renegociar as parcerias público--privadas, rever os juros da dívida pública, extinguir organismos... Restaure-se um mínimo de seriedade e poupar-se-ão milhões. Sem penalizar os cidadãos.

Não é, assim, culpando e castigando o povo pelos erros da sua classe política que se resolve a crise. Resolve-se combatendo as suas causas, o regabofe e a corrupção. Esta sim, é a única alternativa séria à austeridade a que nos querem condenar e ao assalto fiscal que se anuncia.”

Por:Paulo Morais, Professor universitário

Temos que nos manter alerta para que um dia não nos “comam por parvos”.

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 12:17

Terça-feira, 16 de Outubro de 2012

Nos dias 5, 6 e 7 de Outubro 2012, um grupo de amigos, na grande maioria de Mação, realizaram um passeio às regiões do Minho e Trás-os-Montes.

No percurso,

passaram por Viana do Castelo, Ofir, Vila Nova de Cerveira, Monte de Santa Tecla, Guimarães, Vila Real, Mirandela e Freixo de Espada à Cinta. A terminar a viagem, realizaram um cruzeiro nas Arribas do Douro e terminaram com o jantar no dia 7 num restaurante do Fundão.

Tudo decorreu dentro do previsto, sem contratempos, num ambiente familiar e salutar convívio.

Aos organizadores, José Costa, João Manuel Martins e Gil, os agradecimentos e votos de muita saúde e força, para poderem levar a cabo outros eventos semelhantes.

Pela amistosa e belíssima companhia que todos puderam desfrutar, vão os parabéns para os organizadores do viagem.

Que a todos, Deus de muita saúde e anos de vida, para continuar a desfrutar, o que de belo o Mundo nos poderá oferecer.  

 

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 20:21

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
19
20

22
26
27



Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro