E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014
                                                                                                Expresso Diário

Que santinhos eram os gestores do BES.

Durante anos, dominaram o mundo dos negócios e tinham nas suas mãos as rédeas, com as quais procuravam controlar aqueles que nos foram governando.

Da sua boca vomitavam constantemente sinais de grande capacidade na gestão bancária e projetavam no teatro da ilusão, um BES com uma forte e saudável solidez financeira.

Repentinamente, após um dia calmo e morno, eis que começa a relampejar com uma certa intensidade. Bruscamente, ecoa um trovão que faz estremecer nossos corações e simultaneamente, provoca desequilíbrio na “cantareira” e transforma toda a loiça em “cacos”.

Que azar tiveram aqueles senhores banqueiros que até ao momento nunca tinham partido um prato.

Será que está a nascer um novo BPN? A ser verdade, eu recuso-me a pagar!

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 20:18



Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 20:12

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
14
15
17
18
19

21
22
23
24
26

29


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro