E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Sábado, 09 de Julho de 2011

No seguimento do vídeo apresentado no trabalho anterior, Praia Fluvial do Carvoeiro, entendemos agora vir um pouco mais a sul, à Freguesia de Ortiga.Com este trabalho, procurámos dar a conhecer a localização e

origem da freguesia, bem como divulgar as actividades económicas, localidades, património, locais de interesse turístico, gastronomia e artesanato.

Terminamos com um vídeo da Praia Fluvial de Ortiga, feito por Arlindo Marques e que nós adaptámos.

Ortiga é uma freguesia do concelho de Mação, com 15,95 km² de área e 627 habitantes (2001). Densidade: 39,3 hab/km².

Foi habitada por uma comunidade judaica.

A localidade, junto do rioTejo,

tem uma paisagem que se alarga até longe, sobre os campos vizinhos ao rio.

Os antepassados históricos de Ortiga são em tudo semelhantes aos do resto do Concelho de Mação.

Freguesia desde 21 de Março de 1928, é uma área rica em espólio de épocas históricas como a Romana onde se
destaca a estação arqueológica do Vale do Junco que se pensa tratar-se de um balneário romano. Ainda anterior a esta construção podemos encontrar uma anta em excelente estado de conservação

que se situa na foz do Rio Frio.

No entanto, nem só de património histórico e artístico vive Ortiga, onde podemos desfrutar toda a beleza natural dos vastos pinhais e da albufeira da Barragem de Ortiga (Rio Tejo), onde durante todo o ano são praticados vários desportos náuticos e usufruir da soberba paisagem oferecida.

Historicamente a designação Ortiga poderá ter início com a passagem nesta região dos sarracenos que aqui se fixaram e aplicaram um topónimo derivado do grego (Ortygus). Veja-se que Ortigo na nossa língua é uma palavra de origem grega usada para traduzir a ideia de codorniz (ortigopia, jogo praticado na antiga Atenas, consistia em abater codornizes à mão). Assim terá nascido a designação de Ortiga devido a abundância de codornizes nestes campos. Do grego Ortygus por via árabe surge Ortigana “terra de codornizes” que por sua vez, com os primeiros povoadores cristãos, perde a sílaba final.

 

Actividades económicas

Silvicultura, agricultura, apicultura, indústria têxtil, construção civil, comércio, turismo,
pesca, moagem.

Localidades

  • Barragem
  • Estação
  • Ortiga
  •  Património
  • Anta da Casa dos Mouros
  • Estação arqueológica romana de Vale de Junco
  • Igreja Matriz de Ortiga

Outros locais de interesse turístico

  • Barragem
  • Parque de Campismo
  • Praia Fluvial
  • Jardim da freguesia
  • Casa de Turismo Rural (www.casadaestacao.com)

Festas e romarias

  • N. S. das Dores (Sábado mais próximo de 15 de Agosto)

Gastronomia

Lampreia, Achegã, Caldeirada de peixe. Em termos gastronómicos há a referir ainda as migas (diferentes das migas alentejanas mais conhecidas) e açordas de ovas e enguias.

Artesanato

Picareto, peças em madeira e arame (crivos, peneiras, gaiolas), mantas, colchas e tapetes.

Colectividades

  • Cooperativa dos Olivicultores
         de Ortiga
  • Liga Regional de Melhoramentos
         de Ortiga
  • Associação dos Caçadores de
         Ortiga
  • Associação Recreativa Cultural
         e Desportiva "Os Amigos da Estação de Ortiga
Amorim Lopes 

 

 

publicado por 59abc59 às 19:11

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
16

20
23

24
27
28

31


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt

blogs SAPO


Universidade de Aveiro