E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Sábado, 22 de Outubro de 2011

Se Portugal tem dívidas, Portugal terá que as pagar e não só alguns, como se pretende fazer.

Temos vindo a assistir, a críticas bastante duras, feitas por figuras com bastante peso político, relativamente às afirmações proferidas muito recentemente, pelo nosso Presidente da República.

Dizem que as suas afirmações, são um incentivo à agitação social e são críticas, muito injustas e inoportunas, dirigidas ao governo.

Reflectindo bem nas suas palavras, verificamos que estas, não são uma crítica, mas sim um apelo, para que as medidas a tomar pelo Governo, sejam mais justas e abranjam a grande maioria do Povo. Que estas não sejam “a violação do princípio básico de equidade fiscal”.

As palavras do

Nosso Presidente Cavaco Silva, não incentivam à agitação social, esta é que surgirá, se as medidas a implementar, não forem tomadas com justiça e o mais abrangentes possível. O Povo não está a dormir.

As suas palavras, são também um apelo, para que não se crie a imagem, de que só alguns é que pagam a crise, como efectivamente já se vem vendo.

Pensamos, que o senhor Presidente da República, não está contra os sacrifícios, mas pelo contrário, pretende manter o que está planeado e ir, com bom senso, um pouco mais além. As dívidas não perdoam.

 Por fim, divulgamos um texto que circula em Espanha, que incentiva o governo, a aplicar várias medidas, para tornar mais justa a sua vivência democrática e a ajudar a equilibrar, o mau estado económico.

E se em Portugal, tivéssemos um governo, com a coragem suficiente, para aplicar tais medidas? Para começar, só que fosse a 50%, a situação económica começava a melhorar e o Povo, apertava o cinto com outra vontade.

   

TEXTO

> Reduzir os salários de TODOS os cargos políticos em 50%.
> Retirar TODOS os subsídios, abonos ou subvenções. Apenas poderão auferir o salário.
> Limitar o salário dos cargos políticos ao valor de 25 salários mínimos  (+/- 12.500 ?)
> Apenas poderão auferir UM salário. Regime de exclusividade absoluta.
> Ter direito a uma SÓ REFORMA mas só dispor dela quando atingir o limite de idade como qualquer cidadão;
> ACABAR COM TODAS AS REGALIAS EXTRAS E ABUSIVAS AO EXERCÍCIO DIGNO DAS RESPECTIVAS FUNÇÕES;
> LIMITAR O VALOR DAS REFORMAS (TODAS) AO VALOR DE 3.000,00? POR PESSOA;
> REDUZIR NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA O NUMERO DE DEPUTADOS NESTA 1ª-FASE  PARA 180 DEPUTADOS;
> Vamos fazê-lo circular em PORTUGAL....MUITAS VEZES, tantas quantas as necessárias para acordarmos os indiferentes.****

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 12:35

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13

16
18
20

24
29

30


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt

blogs SAPO


Universidade de Aveiro