E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Quarta-feira, 04 de Janeiro de 2012

Foi com espanto, que ouvimos o nosso Primeiro-ministro sugerir aos desempregados, que emigrassem, para assim tentarem arranjar emprego.

Se a solução para este flagelo, passa pela emigração, então começamos a ter governo a mais no País.

Para que a adesão seja aceite com rapidez e o número de aderentes seja em percentagem elevada, não há nada melhor que dar o exemplo:

 

 

Os desempregados que querem emigrar, felizmente têm os pés bem firmes no chão, têm cabeça para pensar, não necessitam de ser empurrados para fora da Pátria amada.

 

Amorim Lopes

publicado por 59abc59 às 00:01

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
17
18
19
20

22
23
24
26
27
28

29
30


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt

blogs SAPO


Universidade de Aveiro