E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Sábado, 14 de Abril de 2012
VÍDEO 1
 
 

Hoje quando dei por mim, estava a navegar no mundo do fado, tentando assim, esquecer o triste mundo em que estamos mergulhados. Na TV são quase unicamente tristes notícias, nos jornais, o palavreado é na sua maioria pela negativa. Valeu-nos o fervilhar do fado, a voz trémula e cheia de força do fadista, o gemido da guitarra, para carregarmos a alma cheia de esperança e o nosso íntimo, alimentado da força anímica, para podermos sair do vendaval em que vivemos.

"Uma história triste agrada sempre. No seu sentido mais profundo, a vida é bela e alegre. Todos nós tivemos já a experiência disso milhares de vezes. Provas sobre provas de que não há primavera sem flores, nem outono sem frutos. Mas, apegados como estamos à aparência de tudo, esquecemos a voz do profundo, e ouvimos deliciados o som da superfície. Temos o vício da tristeza."

Fonte - Diário (1946)Autor - Torga , Miguel

Terminamos, com três fados cantados por fadistas da nova geração: Carminho,Maria Ana Bobone e Ana Moura. 

 

VÍDEO2 

 

 VÍDEO 3

Amorim Lopes 
 
 
 
 
publicado por 59abc59 às 18:59

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12

15
18
21

23
26

29
30


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt

blogs SAPO


Universidade de Aveiro