E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Sábado, 04 de Outubro de 2014

DUARTE MARQUES

Esta situação da colocação de professores assume proporções inaceitáveis. É inconcebível que o Secretário de Estado da Administração Escolar não venha a público esclarecer uma situação pela qual é responsável. Em devido tempo Nuno Crato assumiu a responsabilidade por erros que lhe eram alheios, mas Ministro é assim, tem de assumir a responsabilidade e em último caso ele é o chefe. Mas depois dos erros da colocação através da BCE, muitos professores são induzidos em erro face à deficiente comunicação que foi feita à comunidade escolar. É tempo de, uma vez por todas, dar a cara, explicar a solução e esclarecer devidamente os professores a quem foi dada garantia de colocação e que já alteraram as suas vidas por causa disso. O Ministério da Educação garantiu que nenhum professor seria prejudicado, é isso que vai acontecer, mas não é isso que parece face à informação divulgada pelo Ministério. Pelos vistos não basta substituir Directores gerais, é necessário que os responsáveis políticos assumam as suas responsabilidades e venham a público dar a cara pelas áreas que dentro do MEC estão sob a sua responsabilidade. Este governo já nos habituou a dar a cara nos momentos mais difíceis, a assumir responsabilidades e a não ter complexos no momentos de assumir as notícias mais difíceis. Infelizmente nem todos têm a mesma coragem. É incrível como o país não consegue resolver de vez o problema da colocação de professores, nos últimos 15 anos já se torna uma espécie de ritual: problemas na colocação de professores.

Acabámos de ler um texto que foi escrito pelo nosso amigo Duarte Marques, publicado no Facebook.

Gostámos do que lemos!

Como político, mostrou a sua independência perante o caos que se instalou no ensino e teve a coragem de sugerir a demissão dos “pais da cria”.

Tamanha atitude, ajuda a dignificar a juventude Maçanica e o povo de Mação.

Infelizmente para todos nós, além do problema ensino, temos que conviver com muitos mais:

Negócio dos submarinos e blindados Pandur e as respetivas contrapartidas.

Justiça e o programa informático “Citius”.

O caso “Tecnoforma” e o envolvimento do Primeiro-ministro.

O caso BES e o seu envolvimento com o “aparelho” político.

Será que ainda não chegou a hora de dar um valente safanão na tão amarga situação que todos nós vamos saboreando?

Pensamos que chegou o momento das demissões, e entregar as rédeas do poder a homens mais responsáveis.

É hora de acordar.

Amorim Lopes 

publicado por 59abc59 às 20:07

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
16

19
22
23

26
29
30
31


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt

blogs SAPO


Universidade de Aveiro