E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

Segunda-feira, 07 de Abril de 2014

Esta portuguesa, a viver presentemente no Dubai, a trabalhar como assistente de bordo, que fundou no país onde vive, em 2010, a Fundação Maria Cristina, acabou recentemente de concluir um desafio – 777, sete ultramaratonas, em sete semanas e em sete regiões do globo, tudo isto a troco de 1 milhão de dólares, destinados a ajudar as crianças necessitadas de Dhaka.

Nesta sua aventura, teve vários apoios, dos quais destacamos – “Nutrição Mordida Direita”, que lhe proporcionou a alimentação necessária e equilibrada, para adquirir a massa muscular nedessária, para ultrapassar a aposta a que se propôs.

É uma jovem, que todos nós nos devemos orgulhar e até, dentro das nossas reduzidas possibilidades, colaborar com ela.

As imagens da foto que juntamos dizem muito. A felicidade é uma realidade e comum a todos.

Amorim Lopes
publicado por 59abc59 às 18:39

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
19

20
22
23

27
28
30


Últ. comentários
Caros e inesquecíveis amigos, Infelizmente não me ...
M/s caros amigos. Lamento não ter podido estar pre...
Não sei se gosto muito do vídeo, a letra da música...
Obrigada por partilhar este vídeo, gostei muito. C...
Esta iniciativa, é muito interessante, mas mais se...
Dia 28 de Jnho um dia igualmente importante, boa m...
Depois do Benfica ter feito o jogo perfeito em Lon...
Visão enformada pela cor clubista. O jogador que ...
É claro que «há água no bico» dos chineses. Querem...
Esta lenga-lenga do comunicado da autarquia dá von...
MAIL
amorimnuneslopes@sapo.pt

blogs SAPO


Universidade de Aveiro