Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DÁDIVAS

E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

DÁDIVAS

15
Jan13

PEREIRO CANTA AS JANEIRAS

59abc59

 

Da Associação Desportiva e Cultural do Pereiro de Mação, recebemos a informação que no próximo sábado dia 19, vão ser cantadas as janeiras.

Para que possam ser informados os amantes de tal evento, publicamos o texto divulgação que aquela asociaão nos enviou.

 

                   

              Associação Desportiva e Cultural do Pereiro de Mação

 

Assunto: Tradição de cantar as janeiras

Data: 14 de Janeiro de 2013

                                             

No próximo sábado (dia 19) a tradição de cantar as janeiras vai repetir-se, mais um ano, na aldeia do Pereiro, concelho de Mação.
Cerca das 20,00 horas, o grupo que habitualmente canta as janeiras naquela aldeia da Beira Baixa vai renovar a tradição, percorrendo todas casas da aldeia que ainda se encontram habitadas.
As pessoas que mantêm de pé esta tradição separam-se em dois grupos: Um canta numa casa e o outro canta numa das casas seguintes. Um grupo canta uma quadra e o outro responde, cantando a quadra seguinte:


O 1º. grupo canta: 

 

 

 … e assim sucessivamente…

No final do cântico, o responsável de cada grupo bate à porta onde estão a cantar e diz: “esmola para as almas”. O dono da casa abre a porta, saúda o grupo e dá o que pode: aqueles que ainda criam ou compram porcos e fazem enchidos, dão chouriços, morcelas ou farinheiras; os outros dão dinheiro ou aquilo que podem.

Terminada a ronda por toda a aldeia, é tradição um dos naturais ou residentes na aldeia convidar os cantadores das janeiras para comer e beber, normalmente produtos tradicionais da terra: enchidos, pão caseiro (acabadinho de coser em forno de lenha, à moda de antigamente), vinho da adega (ou sumo para quem quiser) e doces tradicionais…

Que o convívio corra dentro do que foi planeado e parabéns, muita força e saúde para manterem a tradição.

 

Amorim Lopes



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

MAIL

amorimnuneslopes@sapo.pt
Em destaque no SAPO Blogs
pub