Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DÁDIVAS

E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

DÁDIVAS

19
Jun11

DAR VIDA A MAÇÃO, REVIVENDO O PASSADO

59abc59

Mação terra de bom azeite, boa água e bom ar, com beleza, boa gastronomia, alguma história e muito recentemente a assumir que é a capital do presunto.

Mação com tanto para ver e viver e no seu dia-a-dia tão pouca vida tem. Será que estamos condenados, a ver e sentir a terra onde vivemos, continuamente adormecida?

Mação,” Verde Horizonte”, foi há meia dúzia de anos “Negro Horizonte”

. Agora, com a ajuda de uma Natureza viva e vigorosa, eis que renasce das cinzas, o verde horizonte, que em tempos o fogo comeu.

A Mãe Natureza tudo faz, para que nela, a vida, seja continuamente uma realidade. E se os que comandam os destinos da nossa terra, tentassem seguir o exemplo apresentado anteriormente? O vídeo que seguidamente apresentamos, pode ser um dos muitos contributos a utilizar, para fazer Mação. 

VÍDEO

Amorim Lopes

 

17
Jun11

MARIA DE BELÉM NO ALMOÇO ÂNIMO/RES PUBLICA

59abc59

Como vem sendo habitual, a Ânimo tem vindo a entrevistar à quarta-feira, NO ALMOÇO ÂNIMO/RES PUBLICA, personalidades da vida Pública Portuguesa.

 Nesta última quarta-feira foi a vez de Maria de Belém. Pelo interesse da conversa e das afirmações proferidas, com as quais, concordamos na sua quase totalidade, leva-nos a publicar o respectivo

 vídeo.

Da entrevista acima referida, destacamos duas afirmações:

A ESCOLHA DOS DEPUTADOS DEVE SER MAIS PARTICIPADA.

MENOS PLENÁRIOS E MAIS TRABALHO COM OS CIRCULOS.

Acrescentamos, como nossa opinião, que a escolha dos deputados, deveria ser feita das bases para as cúpulas e não das cúpulas para as bases, como tem vindo a acontecer. Estou convencido, que se a troca fosse feita, a renúncia ao voto diminuiria bastante, tornando a nossa vivência democrática mais viva e participada.Nos plenários, a voz das populações era ouvida com mais frequência e os seus desejos defendidos com mais energia. Evitava-se que Deputados do sul, falassem em nome das populações do norte, falassem em nome de zonas, com as quais não têm ligações.

VÍDEO

Amorim Lopes

 

 

 

 

15
Jun11

FEIRA MOSTRA EM MAÇÃO

59abc59

No último fim-de-semana de Junho e no primeiro de Julho, Mação vai ter mais vida, fruto dos dois eventos que se irão realizar.

Nos dias

 24, 25, 26 de Junho, o HAPPYCENTRO, Associação Juvenil do Concelho de Mação, leva a cabo um variado numero de actividades, com o propósito de envolver e oferecer um saudável convívio, à juventude do e fora do concelho.

É uma boa oportunidade, para os menos e mais usados, passarem os tempos livres, de uma forma diferente e com mais animação.

No dia 1,2,3 de Julho, a C. M. Mação, realiza a já habitual Feira Mostra, onde se procura

divulgar o comércio, industria, gastronomia, projectos concretizados e a concretizar no Concelho. Nos três dias da Feira, o programa de animação é vasto e variado.

Como vem sendo habitual, no dia 2 de Julho, os antigos alunos do Colégio D. Pedro V, organizam o seu almoço convívio, que este ano é no restaurante Mansinho ( Pica Fino )   

Estamos em tempo de vacas magras,

 mas com um pouco de sacrifício,  boa vontade de todos e ajuda do S. Pedro, nos seis dias que se aproximam, Mação pode ter mais vida. O convívio entre amigos, poderá ajudar a reviver tempos passados e abrir portas, a conversas para por a escrita em dia.

 

Amorim Lopes  

14
Jun11

PROENÇA-A-NOVA - O MAIOR MARANHO DO MUNDO

59abc59

Os Responsáveis por Proença-a-Nova, tudo têm feito, para dar ao interior de Portugal e ao seu Concelho em especial, um maior desenvolvimento, dinamismo

 e bem-estar social. Diariamente lutam para evitar a desertificação e o abandono a que as suas populações têm sido alvo.

A comprovar a luta que se vai travando, está a II Mostra de Caprinicultura, que decorreu

 no último fim-de-semana. O evento, recheado por um programa vasto e variado, abarcou a tentativa de inscrever, no GUINNESS BOOK - O LIVRO DOS RECORDES, a criação do Maior Maranho.

A tentativa correu bem, o maranho estava bem apaladado, a mistura de arroz e carne estava numa muito boa proporção, ficou muito bem cozido, fazendo-se com facilidade as rodelas quando era cortado. É de justiça realçar, a feliz ideia de temperar o maranho com pouco sal, para assim estimular as pessoas a uma comida um pouco insossa.

O maranho que no início media 40m, depois de cozido ficou aproximadamente com 30m. 

Parabéns à C.M.Proença-a-Nova, à organização e a todos os que de uma forma directa ou indirecta trabalharam no evento. 

 

MARANHO

 

Tratando-se de uma especialidade tradicional da Zona do Pinhal, decidimos dar uma imagem breve, sobre esta especialidade da cozinha tradicional

Portuguesa.

Os maranhos são uma especialidade da cozinha tradicional da região da Beira Baixa,

mais concretamente da sua zona mais a sul, conhecida por região do Pinhal, constituída pelos municípios de Mação, Oleiros, Proença-a-Nova, Sertã, Vila de Rei e Pampilhosa da Serra.

O maranho consiste num pequeno saco feito de um bocado de bucho de cabra, recheado com carne de cabra, cebola, presunto e arroz, condimentado com hortelã, salsa. De salientar que em cada um dos municípios referidos, os temperos são diferentes, podendo haver algumas diferenças no paladar.

Para aqueles que ainda não conhecem e gostam do sabor a hortelã, aconselhamos a provar. É comer e chorar por mais.

Seguidamente apresentamos uma receita:

 

Maranhos

Ingredientes:

  • 500 g de cabrito (perna)
  • 1 bucho de carneiro    
  • 50 g de chouriço
  • 180 g de arroz
  • 1dl de vinho branco
  • 1 ramo de hortelã
  • sal e pimenta
  • Água

Confecção:

Lave o bucho muito bem.
Mergulhe o bucho numa panela de água a ferver e em seguida raspe-o até ficar completamente limpo.
Volte a lavar em água fria e corte-o em quadradinhos de 10cm de lado.
Com a ajuda de agulha e linha, cosa os bocados de bucho formando uma espécie de saquinhos.
Corte as carnes em bocadinhos e tempere-as de sal, hortelã bem picada, vinho branco, um pouco de água e pimenta.
Junte o arroz cru e misture muito bem.

 Deixe repousar cerca de 2 horas.
Encha os saquinhos até meio com a mistura. Cosa a abertura com agulha e linha.
Leve os saquinhos ao lume numa panela com água, sal e hortelã.
Quando os saquinhos se apresentarem louros e cheios, significa que estão bem cozidos.
Sirva acompanhado de couves cozidas.

 

Segue um vídeo do acontecimento

 

VÍDEO

 

 

 

Amorim Lopes

10
Jun11

O DIA DE PORTUGAL, DE CAMÕES E DAS COMUNIDADES PORTUGUESAS

59abc59

 

 

 

 

Dia

 10 de Junho, 10,30 Horas, Largo dos Combatentes, Mação relembrou e homenageou os mortos em combate, com a presença da Câmara Municipal, Liga dos Combatentes e alguns populares.   

O dia 10 de Junho, é o dia em que Portugal, pretende recordar e homenagear todos os portugueses, que espalhados pelos quatro cantos do Mundo, tão boa referência vão deixando do País onde nasceram.

É o dia escolhido por todos nós, para relembrar e homenagear Camões, todo o seu valor, raça,

 heroicidade e herança cultural que nos delegou. É o dia de dizer obrigado, a Todos os que das mais diversas formas, souberam engrandecer o nome de Portugal. 

É o dia de mostrar ao Mundo, que na ponta mais a sul do Velho Continente, existe um país com oito séculos de história, que em tempos já foi dono de um grande império e hoje, luta por um mundo mais justo, democrático, solidário, com menos desigualdades sociais e mais pacífico.

Um País, com um

 povo trabalhador, humilde, amigo, solidário, pacífico

 e democrático. Um povo, que por momentos perdeu a sua soberania, para ter que cumprir ordens de uma Troika, ordens de um mundo capitalista, esfomeado por lucros, mesmo que adquiridos à custa dos mais injustos sacrifícios sociais.

Vivemos num mar tenebroso, numa terra abraçada por um denso nevoeiro, com a esperança de que um dia surgirá um D. Sebastião, para nos ajudar a repor a soberania, nos ajudar novamente a sorrir.

Com luta, dedicação e trabalho, havemos de voltar a fazer Portugal.

 

VÍDEO

 
FERNANDO PESSOA

NEVOEIRO

Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,

Define com perfil e ser

Este fulgor baço da terra

Que é Portugal a entristecer –

Brilho sem luz e sem arder,

Como o que o fogo-fátuo encerra.

 

Ninguém sabe que coisa quer.

Ninguém conhece que alma tem,

Nem o que é mal nem o que é bem.

(Que ânsia distante perto chora?)

Tudo é incerto e derradeiro.

Tudo é disperso, nada é inteiro.

Ó Portugal, hoje és nevoeiro...

 

É a Hora!

Amorim Lopes

 

10
Jun11

II MOSTRA de CAPRINICULTURA do Pinhal Interior Sul

59abc59

 

 

Vai ter lugar em Proença-a-Nova, de 10 a 13 de Junho, a II Mostra de Caprinicultura da Zona do Pinhal Interior Sul.

Quem tiver interesse em conhecer o estado em que se encontra a caprinicultura da Zona do Pinhal Interior Sul e de Mação em especial, pode faze-lo, visitando a Feira Mostra em Proença-a-Nova, pois não tem ocorrência semelhante mais perto.

Se fizer a visita na próxima segunda-feira, poderá assistir ao confeccionar do MAIOR MARANHO do MUNDO.

 

Amorim Lopes

08
Jun11

MAÇÃO EM MUDANÇA

59abc59

É com enorme satisfação, que publicamos o trabalho levado a cabo pelo nosso conterrâneo e amigo Júlio Pires, com o qual pretende mostrar Mação no passado e no presente.

É um belo trabalho,

fruto da dedicação, do empenho, do saber e do amor à Terra que um dia o viu nascer. O trabalho que foi feito com material nada sofisticado, levou muitas horas a concretizar, muitas pesquisas foram feitas e muitas fotos tiveram que ser guardadas no baú das recordações.

É um trabalho, , por tudo o que nos permite recordar, pela música que apresenta e pelo bom ambiente familiar que pode proporcionar, merece que gastemos, os 16 minutos,

 que são necessários para o ver.

Com o vídeo, que seguidamente apresentamos, Mação fica a ganhar.

Ainda bem, que vamos tendo alguns Maçaenses, com fibra, amor e dedicação, para não deixar cair no esquecimento, aos olhos do Mundo, a Terra que os viu nascer.

 

VÍDEO

 

Amorim Lopes

 

07
Jun11

DUARTE MARQUES – LÍDER NACIONAL DA JSD - DEPUTADO PELO PSD DO DISTRITO DE SANTARÉM

59abc59

 

Era nosso propósito já ter publicado este Post , mas por vários motivos, não concretizamos a nossa intenção.  

Agora, ao motivo que nos levava a fazer tal publicação, Líder Nacional da JSD, junta-se um segundo, Deputado do PSD pelo Distrito de

santarém.

Foi com enorme satisfação, que recebemos a notícia, de que o nosso conterrâneo e maçaense de forte estirpe, Duarte Marques, foi eleito líder Nacional da JSD. Com mais satisfação e enorme orgulho, recebemos a notícia no dia 5 de Junho, que tinha sido eleito, pelo povo do Distrito de Santarém, deputado pelo PSD. Pelos sucessos Políticos agora

 alcançados, vão do fundo do coração, os nossos Parabéns e que no futuro, por muitos anos, a vida continue assim a sorrir.

No campo ideológico, não nos encontramos na mesmo barca, mas como navegamos, ambos, no mar da Democracia, quero aqui enaltecer, a luta, o crer, o trabalho, a vontade e dedicação com que abraçou a carreira política. Os êxitos que já alcançou, são o fruto da sementeira, que muitíssimo bem tem realizado.

 Quando o homem quer a obra nasce.

Divergimos em algumas ideias, mas relativamente à terra que um dia nos viu nascer, ambos, ambicionamos muito desenvolvimento, progresso, bem-estar social, maior dinamismo económico. Estou certo, que com o amor que tem a Mação, tudo fará, para ajudar ao máximo, o desenvolvimento do Concelho.

Terminamos, tentando mostrar aos olhos de todos, o que já é o seu dinamismo político, publicando seguidamente um vídeo:

 

VÌDEO

Amorim Lopes

 

 

05
Jun11

A METEOROLOGIA E O ALGODÃO

59abc59

Os Serviços de Meteorologia são como o algodão que não engana.

Efectivamente, quando são 15,30 horas, em Mação, chove intensamente, com bastante trovoada. É costume dizer, casamento molhado é abençoado e dá

 

 

 

felicidade. Temos esperança que a votação, que hoje se realiza, seja abençoada e em simultâneo o início da nossa felicidade.

 

 

 

 

 

 

Amorim Lopes 

 

 

 

05
Jun11

LEGISLATIVAS 2011 - 05 DE JUNHO

59abc59

Mação logo que acordou, começou a votar. As movimentações são as habituais, com a CM-Mação, a por os seus

transportes à disposição, como vem sendo já um hábito.

É de louvar tal atitude. No que se relaciona com a saúde, as pessoas, para vir ao

 médico, ou então para tratar de outros assuntos, só a pé ou de Táxi.  

O que é feito nos dias das votações, não poderia ser feito, de igual modo, noutras circunstâncias?  

    

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

MAIL

amorimnuneslopes@sapo.pt
Em destaque no SAPO Blogs
pub