Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DÁDIVAS

E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

E agora é o acaso quem me guia. Sem esperança, sem um fim, sem uma fé, Sou tudo: mas não sou o que seria Se o mundo fosse bom — como não é!

DÁDIVAS

19
Out11

EM PORTUGAL O COMBOIO DA JUSTIÇA E IGUALDADE DESCARRILOU

59abc59

Com o corte dos subsídios de Férias e Natal, aos funcionários públicos e pensionistas, os princípios delineados, pelo Libertador Portugal de Abril, levaram a mais dura machadada, que era possível imaginar. Nunca o 25 de Abril foi tão apunhalado. Lutou-se pela justiça, igualdade e solidariedade e eis, que com o Orçamento de Estado 2012, tudo isto é posto em causa. Aos abastados, com mãozinhas de veludo, vão tirando umas migalhas. Aos trabalhadores, pensionistas e necessitados, com palavras que cortam como punhais, pelas mais diversas formas, quase tudo lhes é tirado. O dedicado e duro trabalhador, que proporcionou as extravagantes vidas de luxo, que embebedava o desonesto Patronato, é agora compensado com uma vida de miséria e muitas vezes, de muita fome.

É tempo de dizer não aos cortes desmedidos, que nos conduzem ao empobrecimento e nos bloqueiam os caminhos da justiça. É tempo de exigir, que os fermentos do desenvolvimento económico, entrem em fermentação.

Finalmente, paremos um pouco, para meditar nas palavras proferidas pelo nosso Presidente da República:

 

Suspensão dos subsídios é "a violação do princípio básico de equidade fiscal" (SIC)

“O Presidente da República defende que o Governo deve evitar que se instale a ideia de que não foram tomadas todas as medidas para combater a crise. Na abertura do IV Congresso Nacional dos Economistas, em Lisboa, Cavaco Silva pediu também que se evite a distribuição desigual dos sacrifícios.”

“Mudou o Governo, mas eu não mudei de opinião”, afirmou hoje o Presidente da República, contestando a eliminação dos subsídios de férias e de Natal para funcionários públicos e pensionistas.

 

VÍDEO

Amorim Lopes 

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

MAIL

amorimnuneslopes@sapo.pt
Em destaque no SAPO Blogs
pub